Resenha: Heartstopper, vol. 1 - Alice Oseman

sexta-feira, agosto 28, 2020

Heartstopper (vol. 1), Alice Oseman. Hodder Children's Books.2019. 288 págs.
COMPRAR: AmazonOutras Lojas

Saudações Leitores!
Li Heartstopper (vol. 1) em inglês (no tapas), pois infelizmente, ainda não tem tradução brasileira, porém, acredito que qualquer pessoa que saiba o básico de inglês consegue desenrolar essa leitura, primeiro porque é uma linguagem super jovem e segundo porque é uma História em Quadrinhos, então, por favor, não deixem a oportunidade passar!

Heartstopper (vol. 1) é o primeiro contato que tenho com livros da escritora britânica Alice Oseman, famosa por escrever ficção para jovens, e embora Heartstopper não tenha sido traduzido no Brasil (ainda) a autora tem outros livros já traduzidos, como Um Ano Solitário e Rádio Silêncio. É interessante observar que é em Um Ano Solitário que temos a primeira aparição dos protagonistas dessa HQ (inclusive já já quero ler tudo o que Alice Oseman escreve!).

Até agora Heartstopper (vol. 1) já tem 3 volumes físicos e o quarto volume está em andamento! Nessa história, vamos acompanhar Charlie e Nick, como os dois se conheceram e acabaram se envolvendo.

Todos na escola sabem que Charlie é gay, nerd e sim é ótimo em corrida, é por conta dessa qualidade que Nick chama Charlie para participar do time e como Charlie tem um crush por Nick acaba aceitando.

Nick é um garoto atleta, popular e todos o classificam como hétero, porém, quando ele se aproxima de Charlie, algo começa a se transformar e não é apenas uma relação de amizade, embora os dois terem começado como amigos faz com que o processo para o aparecimento de um sentimento seja bem natural.


Sem dúvida eu devorei Heartstopper (vol. 1) com um quentinho e um sorriso bobo no coração, porque não tem como não ler essa HQ e não ficar feliz, com as dúvidas, medos, inseguranças e começos de relacionamentos.

Mas a HQ não é apenas fofinha e traz um romance LGBTQIA+, toda a história dá margem para várias reflexões como o fato de que antes de conhecer Nick, Charlie estava vivendo um relacionamento abusivo, que sofria muito bullying e uma série de coisas, intensificada porque estamos falando de adolescentes se descobrindo e tendo que lidar consigo mesmos e com a opinião dos outros.

Aliás, se tem uma coisa que amei em Heartstopper (vol. 1) foi o fato de Nick, mesmo antes de ter sentimentos por Charlie não o tratar mal por conta dele ser gay e de defendê-lo sempre que via alguém sendo escroto com o amigo.

Lógico que nesse meio tempo Nick também está passando por uma série de questionamentos sobretudo por estar começando a ter sentimentos por um menino e ele sempre ter achado que era hétero, então sua cabeça e seus sentimentos estão completamente bagunçados nesse processo de busca por sua identidade e também por conta dessa necessidade da sociedade exigir rótulos das pessoas.

Só mais um adendo, além de acompanharmos a relação de Charlie e Nick, e também vermos o comportamento homofóbico de alguns colegas da escola e também de apoio de outros, também temos vislumbres da dinâmica familiar de ambos os personagens, o que traz a tona suas vivências passadas.

Só consegui amar Heartstopper (vol. 1) e acho que é uma HQ maravilhosa tanto no quesito gráfico como nas mensagens que passou. Já até li o segundo volume,então aguardem que trago o veredito da continuação logo mais.

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!