Resenha: Glória & Ruína (Graça & Fúria, vol.2) - Tracy Banghart

quarta-feira, outubro 30, 2019

Glória e Ruína, Tracy Banghart, São Paulo: Seguinte, 2019, 312 pág.
Tradução: Isadora Prospero
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Saudações Leitores!
Glória & Ruína (Queen of Ruin, 2019) é a continuação - e a conclusão da duologia - Graça & Fúria escrita por Tracy Baghart. Eu passei um ano esperando por essa continuação, portanto, assim que o livro chegou as minhas mãos o devorei (porém apenas agora estou postando a resenha escrita).No canal já tem resenha tanto de Graça & Fúria e Glória & Ruína.


Primeiramente quero alertá-los de que essa review terá spoilers tanto do primeiro volume, quanto desse, porque preciso falar sobre alguns detalhes para poder comentar sobre minha opinião.

"Ela deveria saber que, em Monte Ruína, sobrevivência significava dor."

Também preciso dizer que minhas expectativas estavam altíssimas, pois o livro anterior foi um dos melhores livros que li na vida, então já fui com muita sede ao pote e, felizmente, foi uma experiência tão incrível quanto o anterior.
Os acontecimentos em Glória & Ruína inciam exatamente de onde Graça e Fúria terminou, quando há a revolução das mulheres em Monte Ruína lideradas por Serina, na medida em que Nomi, outra graça e o príncipe herdeiro Malachi (supostamente morto) chegam à ilha.

"Ao contrário do que pensa, eu odeio lutar. Mas a violência salvou minha vida e a de minhas irmãs, então não fujo dela. Se lutar e matar me mantém viva e me dá a chance de controlar meu destino e um dia salvar minha família, vou fazer isso com um sorriso no rosto."

Nos primeiros capítulos somos "introduzidos" a uma grande quantidade de acontecimentos em um ritmo frenético, onde há o tão aguardado reencontro das irmãs, a revelação dos últimos acontecimentos em Virídia e a decisão das mulheres quanto aos próximos passos que darão para escolherem seus próprios destinos, coisas que até então eram proibidas.

Depois o livro vai pegando um outro ritmo, mais introspectivo, onde cada uma das mulheres revolucionárias começam a pensarem em um coletivo e nas mudanças que podem proporcionar para as futuras gerações e até mesmo pelo país, sem negligenciar os seus sonhos e nem colocando umas as outras como prioridades. Elas pensavam em coletivo, mesmo! Claro que nem todas concordavam com tudo, mas era muito sensacional de ver algo tão real sendo mostrado em Glória & Ruína!

"Essa prisão não é só para assassinas e conspiradoras, entende? É para qualquer mulher que desafia o funcionamento de Virídia, em qualquer instância. É para desobedientes. Mulheres não podem se defender nesse país."

Glória & Ruína tem um diferencial muito marcante em comparação com Graça e Fúria pois, esse segundo volume, tem uma "pegada" mais romântica e a gente vê que há um verdadeiro foco nos casais, tanto de Serina com Val, quanto de Nomi com Malachi. Aliás também tem destaque para os casais homoafetivos, que são apresentados como relacionamentos super normais e que merecem ser respeitados.

Portanto, quem gosta de livros com pegada mais romântica e temas fortes e essenciais para serem discutidos Glória & Ruína pode ser uma excelente escolha. Sem contar que a conclusão da estória não deixa nada a desejar, pelo contrário, ela consegue até superar as expectativas do leitor de tão coerente, sensacional e "topzeira" que foi, porque daquele final somos capazes de ver um futuro brilhante, sabe? Amei, amei, amei.

"Nenhuma solução é perfeita. Algumas de nós estão desesperadas para voltar para a família, outras querem se vingar dos homens que as mandaram para cá ou fugir. Mas não podemos fazer tudo. Não podemos dividir nosso foco. Independente do que fizermos, teremos que lidar com o barco de prisioneiras. E precisamos sobreviver aqui até que ele chegue. Se não encontrarmos um objetivo em comum, se não trabalharmos juntas, não vamos conseguir."

No entanto, mesmo tenta achado Glória & Ruína uma continuação/conclusão fenomenal, não vou dizer para vocês que o livro e todos os acontecimentos são perfeitos, porque não foram. Na verdade, houve vários pequenos detalhes que me incomodaram.
Quais? Dentre os detalhes que mais me incomodaram foi a postura das mulheres meio que aceitarem a Nomi dar tanto pitaco no que elas deveriam decidir. Veja bem, a Serina penou para ser ouvida, sofreu o "pão que o diabo amassou" e a Nomi, chega e tem a aceitação geral? NÃO. Tudo bem que as mulheres não estavam se sentindo ameaçadas por ela, mas...

Outro ponto que me incomodou foi a Nomi - que inicialmente era a irmã rebelde - querer que um punhado de mulheres, que foram desterradas, humilhadas e esquecidas à morte - lutassem contra Asa para recolocar o príncipe herdeiro, Malachi, no trono. HELLO, as mulheres não tinham nenhuma dívida para pagar com essa "monarquia" autoritária e irresponsável, portanto, não tinham motivos para colocarem suas vidas em risco por essa luta. Nomi, mais do que ninguém deveria saber disso (principalmente por ser estudada). Pelo contrário, as mulheres que tivessem juízo deveriam correr dessa monarquia como o diabo corre da cruz, isso sim!

"Porque é difícil esperar muito de si mesma quando o resto do mundo não acha que você é capaz." 

O outro ponto que me incomodou muito foi a posição do Asa, o irmão malvado acabou de "conquistar" o reino que queria e a sua preocupação não é com a forma de governar, mas em roubar todas as jovens de suas casas para serem suas graças? Como assim? Ele vai dar conta de TODAS as mulheres jovens de Virídia?

Sei que Tracy Banghart pode não ter objetivado falar sobre a forma de governo do Asa, mas acho que deveria, sim, ter salientado alguns pontos, ao menos o fato de a população ter se sentido ultrajada e revoltada pelas ações do herdeiro, mas não, parecia que todos estavam temerosos demais e preferiam ser usados como fantoches.

Mila, tem certeza que você gostou de Glória & Ruína? Pelo que eu comentei agora no final pode ter dado a impressão de que não gostei, mas JURO que AMEI o livro, mas encontrei alguns pontos soltos que relevei de todo o coração porque o enredo era sensacional, os personagens me cativaram e a mensagem REAL foi passada de forma fenomenal, além do mais... que leitura fluida!

Sério, Glória & Ruína não é um livro perfeito, mas é tão sensacional que é como se fosse... será que deu para entender? Super recomendo, então leiam e tirem suas próprias conclusões e se quiserem comentar aqui o que acharam, vou ficar imensamente feliz.

"É isso que você sempre quis: escolher seu próprio destino."

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!