Resenha: O Mistério dos Sete Relógios - Agatha Christie

segunda-feira, maio 04, 2020



O Mistério dos Sete Relógios. Agatha Christie, Rio de Janeiro: HarperCollins Brasil, 2016, 264 págs.
Tradução: Milton Persson
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Saudações Leitores!
O Mistério dos Sete Relógios (The Seven Dials Mystery, 1929) de Agatha Christie, é mais um livro que leio para o #PJLendoAgathaChristie2020 que estou fazendo no meu canal no Youtube, portanto, vocês já podem conferir o bate-papo desse livro em vídeo.

O Mistério dos Sete Relógios é um romance policial em que você contará com mistério, sociedade secreta, espionagem, teorias da conspiração no pós Primeira Guerra Mundial, muita ação e até romance! Fazia muito tempo que não lia um livro para ficar tão empolgada e viciada com a narrativa, o enredo e os personagens, como aconteceu com esse volume!


Apesar de já ter "em conta" vários livros da Dama do Crime na minha lista de lidos, essa foi a primeiríssima vez que li O Mistério dos Sete Relógios e não poderia ter sido uma leitura melhor!

É esquisito, não é mesmo? Por que será que a farsa tantas vezes se mistura com a tragédia?


Logo no começo seremos introduzidos a um grupo de pessoas que estão passando um tempo na mansão alugada Chimneys e, como Sir Oswald Coote e Lady Coote, tem horários para servir as refeições, seus convidados ao saberem disso procuram "cumprir" esses horários, contudo, um deles: Gerry Wade, sempre acorda quase na hora do almoço, o que é bastante perturbador para o casal.

Os amigos, que também estão hospedados com os Coote acabam elaborando uma brincadeira para fazê-lo acordar na hora certa. Cada um compra um despertador e acabam introduzindo (escondido) no quarto de Gerry para que ele acorde com o susto de 8 despertadores tocando.

No entanto, no dia seguinte, Gerry não acorda e todos ficam chocados com a habilidade que o jovem tem para dormir, poucas horas depois todos têm a terrível notícia: Gerry está morto e o mais intrigante é que ao invés dos oito relógios colocados por seus amigos; no quarto do jovem só tinha apenas sete.

Engraçado, tem sete em vez de oito [relógios]. Está faltando um. Não reparou?


A notícia da morte de Gerry Wade chega até lorde Caterham, proprietário da mansão Chimneys que se vê contrariado por sua mansão estar às voltas e ser palco de mais um acontecimento obscuro (uma referência clara ao livro O Segredo de Chimneys, publicado quatro anos antes), então o lorde desabafa com sua filha lady Eileen Brent, mais conhecida como Bundle, que, como uma jovem absolutamente curiosa, acaba tomando a empreitada de "investigar" os acontecimentos.

É nesse momento que podemos dizer que O Mistério dos Sete Relógios realmente começa porque é essa jovem independente, corajosa e teimosa que irá nos conduzir por toda uma trama de mistério, suspense, aventura, perigo e descobertas sobre uma sociedade secreta chamada Seven Dials e o que algumas mortes podem ter a ver com ela.


Embora até ali tivesse obedecido às ordens de Battle para voltar para o quarto, Bundle não tinha a menor intenção de se deitar e dormir. Tampouco achava que Battle queria realmente que ela fizesse isso. Não era homem de esperar o impossível. E permanecer parada enquanto podia estar acontecendo coisas ousadas e empolgantes constituía uma verdadeira impossibilidade para Bundle.



Então Bundle se junta com alguns amigos que tem outras pistas, Jummy Thesiger, Loraine Wade (irmã do morto) e Bill Everleigh para tentar descobrir esse intrincado quebra cabeça, além do mais, a jovem também conta com a ajuda do superintendente Battle (já conhecido dos leitores de Agatha Christie).

Devo admitir que fiquei super eufórica com O Mistério dos Sete Relógios e foi tão divertido ler que, quase esqueci que tinha que suspeitar de alguém e, apesar de ter tido minhas suspeitas, não conseguia colocar meus suspeitos dentro das pistas, além do mais, também, era doloroso pensar que os personagens - pelos quais fiquei super apaixonada - podiam ser culpados do crime, então a resolução do caso foi surpreendente para mim.

A verdade é que O Mistério dos Sete Relógios foi uma leitura eletrizante do começo ao fim, e ao contrário de outros livros de Agatha Christie, onde as investigações são mais tranquilas e de caráter psicológico, nesse vemos os personagens "colocarem a mão na massa" e se meterem em situações de corrida, perigo, tiroteios, luta e muita adrenalina. Super amei, portanto, recomendadíssimo!


Cada um se expõe aos perigos que merece.

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!