Resenha: Os Crimes ABC - de Agatha Christie

segunda-feira, maio 18, 2020



Os Crimes ABC, Agatha Christie. Rio de Janeiro: HarperCollins Brasil, 2016, 258 págs.
Tradução: Rocha Filho
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Saudações Leitores!
Os Crimes ABC (The ABC Murders, 1936), de Agatha Christie é um livro que traz mais um caso de Hercule Poirot, esse detetive belga que já estamos familiarizados. É a primeira vez que leio esse livro da Dama do Crime e fiz isso para o #PJLendoAgathaChristie2020 que estou realizando lá no canal, então, fiquem curiosos e vão lá conferir o vídeo-resenha desse livro.

É interessante ressaltar que Os Crimes ABC é um dos livros de Agatha Christie mais populares, porém apesar disso há uma boa parcela de leitores que amam o livro e outros que não gostam tanto assim e, minha experiência com o volume ficou no meio termo. Em outras palavras: Gostei bastante, mas tenho ressalvas, que vou explicar melhor nas linhas abaixo.

Em Os Crimes ABC temos narrativa contada pelo sargento Hastings, melhor amigo de Poirot que voltou de viagem e foi visitar o detetive, lá Poirot mostra um carta misteriosa que recebeu, nessa carta, há um lugar e uma data onde irá acontecer um crime e está assinada por "ABC".

Acho que o ponto de partida de meu interesse por esse caso foi a menção feita ao guia de trens ABC. Até então meu entusiasmo era reduzido. [...] Mas agora a descoberta do guia ferroviário (muito conhecido pela abreviatura ABC, citando todas as estações ferroviárias em sua ordem alfabética) viera excitar a minha imaginação. Isso não poderia ser, seguramente uma segunda coincidência?


Poirot, logo de início acha a carta bem estranha e entra em contato com a polícia para mostrar a correspondência, porém, ninguém leva a sério, afinal, pode ser apenas uma brincadeira de mal gosto, só que o crime realmente acontece no local e dia marcado na carta, além disso, na cena do crime tem o Guia Ferroviário ABC, que acaba sendo a "assinatura" de identificação do criminoso.

A investigação começa, mas não há pistas o suficiente para iniciar uma força tarefa, porém, Poirot recebe outra carta assinada por "ABC" contendo o local e data para o próximo crime. A partir daí uma série de crimes irão acontecer e serão associados ao "ABC". A Scotland Yard monta uma força tarefa, começam haver investigações e até um psiquiatra é convidado a fazer parte para tentarem identificar o modus operandi e o profile do serial killer, pois assim se tornaria mais fácil encontrá-lo.

Os Crimes ABC é uma proposta interessantíssima por trazer esse serial killer, o que pressupõe um romance policial onde Poirot irá desvendar um crime externo, totalmente adverso dos casos anteriores, onde ele solucionava mistérios internos, dentro de ambientes fechados ou que envolviam apenas um grupo de pessoas. Aqui, os crimes acontecem em cidades diferentes e as vítimas não parecem ter relação nenhuma com a outra.

É ai mesmo, nessas indagações, que se acha a solução. Se descobrirmos o motivo exato, fantástico, talvez para nós, mas lógico para ele, pelo qual nosso lunático comete esses crimes, poderemos saber, talvez, quem será a próxima vítima.


O crime é terrivelmente revelador. Você pode testar e diversificar seus métodos como quiser, também seus gostos, hábitos, atitude intelectual, mas sua alma é revelada por suas ações. Existem indicações confusas, algumas vezes têm-se a impressão de duas inteligências em ação, mas cedo o esboço se tornará claro, eu sei.

De fato, Os Crimes ABC, traz uma proposta super interessante e, Agatha Christie, vai deixando pistas, bastante sutis durante a narrativa, porém, meu problema foi que só vim percebê-las quando Poirot desvendou o caso e explicou o que aconteceu e consegui ver o pensamento coerente e lógico de Poirot, mas mesmo assim, achei que Agatha Christie deixa seus leitores no escuro por muito tempo. Achei esse livro um dos casos mais difíceis de solucionar que já li da autora.

Para completar, algo que me incomodou muito durante Os Crimes ABC foi o fato de além da narrativa de Hastings, temos um acréscimo, contendo partes de uma personagem bastante obscura que aparentemente faz parte da história, mas parece estar completamente por fora, ao mesmo tempo. Essas partes eram tão cansativas para mim, porque quem lê a dama do crime sabe que ela não foi nada sutil nessa tentativa de nos enganar, então ficou essas partes meio desnecessárias e que não enganam a ninguém.

Mesmo assim, Os Crimes ABC, foi uma leitura extremamente viciante, porque se tem algo que Agatha Christie faz muito bem é despertar a curiosidade de seus leitores, portanto, fui uma leitura extremamente envolvente.

Declarar que um homem faz coisas insensatas porque é louco denota falta de inteligência e idiotice. Um louco é tão lógico e racional em suas ações como um homem intelectualmente são, isso de acordo com seu ponto de vista peculiar e retorcido.

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!