Resenha: “Harry Potter e a Pedra Filosofal” de J. K. Rowling

Saudações Leitores!
Vamos conferir uma resenha de um livro que demorei muito tempo para decidir ler: Harry Potter, assumo que carregava um certo preconceito quanto a ele, eu pensava que não era bom, mas uma amiga (Poliana) me colocou na parede de falou super bem do "Harry" disse que eu Precisava ler. Então dei uma oportunidade ao livro, que mal poderia haver? Caso eu não gostasse abandonava o livro e se eu gostasse ela me emprestaria os outros livros da série. Resultado, devorei o livro e estou super paixonada por Harry Potter, louca para ler o segundo livro e veja bem: já penso em somprar a coleção!!!!


Harry Potter e a Pedra Filosofal, J. K. Rowling, Rio de Janeiro: Rocco, 2000, 263 pág. (tradução de Lia Wyler)

       Publicado em 1997, “Harry Potter and the Philosopher’s Stone” da escritora J. K. Rowling é o primeiro de uma série de sete livros que contam a história de um bruxinho chamado Harry Potter e seu grupo de amigos. Todos os livros da série foram adaptados ao cinema e são mundialmente famosos, tendo fãs e admiradores. Pode-se dizer que Harry Potter é febre mundial.
       O primeiro livro da série conta a história de Harry Potter que, órfão, vai morar com os tios, estes lhe escondem que ele é um bruxo e o tratam muito mal. Entretanto Harry cresce e no seu décimo primeiro aniversário ele é convocado para estudar na “Escola de Magia e Bruxaria Hogwarts”, seus tios – obviamente – recusam-se a aceitar que ele vá, mas de nada adianta. Harry Potter vai para Hogwarts, não sem antes escutar Rúbeo Hagrid, Guardião das Chaves e das Terras de Hogwarts, esclarecer-lhe um pouco sobre seu passado: conta a história de sua família, que morreu lutando contra o bruxo Voldemort e, portanto, Harry e os pais são famosos, mesmo porque Harry conseguiu sair vivo, apenas com uma cicatriz na testa. Desde este fatídico fia, Voldemort esta desaparecido.
       Em Hogwarts Harry Potter faz amigos entre eles Rony, Hermione, Neville, entre outros, outrossim, faz algumas inimizades como Malfoy. Entrementes, Harry descobre que tem grande jeito para jogar Quadribol e se torna parte do time de sua casa “Grifinória”. Mas a história não para por aí, uma sucessão de fatos acontecem e Harry e seus amigos suspeitam que Voldemort esta de volta e a procura da Pedra Filosofal, desse modo, eles passam por grandes aventuras e perigos durante todo o ano letivo.
       J. K. Rowling soube com maestria criar um mundo mágico e cheio de fantasia, fundindo elementos fantásticos dos mais variados que já são tipicamente conhecidos: bruxos, centauros, fantasmas, dragões, etc., mas fez isto de uma forma tão peculiar que dá roupagem nova a cada um. Vale frisar também a linguagem que a autora utiliza que é muito fácil e fluida. A forma de narrar a história também é encantadora e muito rica em detalhes e descrições. Além disso, Rowling consegue manter uma coerência incrível em todo o desenrolar da história.
       Em suma, fiquei encantada com a leitura e me surpreendi, pois eu imaginava que o livro era algo bobo, ledo engano. Pude quebrar com meus preconceitos agora e posso dizer que Harry Potter é muito bom, já estou ansiosa para ler o segundo livro!!!! Indico para jovens e adultos, um pouco de fantasia sempre faz bem.

 Camila Márcia

4 comentários:

  1. Oii,

    Harry Potter é tudo de boom néeh?! Eu amooo... =D
    Eu confesso que não li nenhum livro dele, mas eu assisti todos os filmes e também estou pensando em comprar a coleção... =D

    Beijos, Patty
    Cartas para Ficção

    ResponderExcluir
  2. Não posso dizer que sou um fã incondicional de Harry Potter, mas sem dúvidas essa série tem algo a mais e prova disso é que já são mais de 10 anos de muito sucesso, não só nas páginas, como também nas telonas. Li até o quarto, mas se você gostu do 1º, tenho certeza que gostará dos outros três, e por que não dos que faltam para mim também ler, não é?

    Beijos Mila 8}

    ResponderExcluir
  3. Lindo o livro!!
    Amo Harry Potter!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!