Resenha: “Trilogia Meu Primeiro Blog: De Volta aos Quinze 1#” de Bruna Vieira

Saudações Leitores!
Não sei se todos viram meus comentários no twitter (@camila_marcia) de que eu estava passando por uma ressaca literária das grandes e não conseguia me encantar com nenhum livro que lia até pegar De Volta aos Quinze, em partes porque eu já sabia o estilo "Bruna Vieira" de escrever e também pelo fato de querer ler algo que fosse delicado, adivinhem... Acertei na mosca, estou oficialmente curada da minha ressaca literária graças a De Volta aos Quinze, o difícil agora é ter que esperar pelo próximo volume... que ele venha em breve e Urgente (não quero apressar a Bruna, mas putz, com esse final a necessidade do próximo volume é muito grande). Quero aproveitar o momento para agradecer a Editora Gutenberg por ter me enviado a prova desse livro para eu conferir. O livro já foi lançado na Bienal do Rio de Janeiro, então, caro leitor, não perca mais nenhum segundo e adquira seu exemplar!


Trilogia Meu Primeiro Blog: De Volta aos Quinze #1, Bruna Vieira, Belo Horizonte: Gutenberg, 2013, 224 pág.

De Volta aos Quinze é o segundo livro de Bruna Vieira, cujo primeiro livro Depois dos Quinze foi e é um enorme sucesso. Entretanto, desta vez Bruna aposta num romance ao invés de contos e crônicas como no primeiro. Este livro é o primeiro da Trilogia Meu Primeiro Blog (M1B) e já chegou arrancando suspiros e fazendo promessas para os livros seguintes. Bruna Vieira é blogueira e escritora, nasceu em Leopoldina (Minas Gerais) e atualmente mora em São Paulo.
Com a mesma narrativa cativante encontrada em Depois dos Quinze, o novo livro de Bruna Vieira tem tudo para encantar seus já cativos leitores e cultivar novos. O enredo é leve e apesar de começarmos a achar que será previsível ele surpreende.

"O medo é uma coisa engraçada. Ele, meio que embala a vácuo nossos outros sentimentos. Faz com que a gente deixe para depois nossos sonhos e vontades." (p. 198)

A narrativa é em primeira pessoa na voz de Anita, uma garota com 30 anos que está totalmente frustrada com o rumo que sua vida tomou, parece que tudo o que ela faz dá errado e que com excessão de algumas pequenas coisas tudo vai de mal a pior. É no casamento de sua irmã que tudo muda, Anita reencontra seu melhor amigo Henrique, que mora no exterior, motivo de grande felicidade, mas acaba detonando e armando o maior barraco na festa.

"Às vezes, acho que maturidade tem um pouco a ver com o tempo que levamos para gostar de alguém e confiar nessa pessoa. Eu não conseguia mais fazer isso logo de cara." (p.16)

Após ser retirada da festa, Anita, acaba acessando o link que sua amiga, Helena, enviou de seu antigo blog e neste momento ela acaba indo parar no seu passado. De volta aos quinze, mas com a mentalidade de trinta, e sem entender direito o que está acontecendo ela acaba alterando alguns fatos que vão reverberar no futuro em que ela vive.
O mais interessante é que ao voltar para os quinze anos Anita não esquece o futuro e nem sua maturidade, mas isso não a impede de fazer besteiras. Ademais, Anita, passa a viajar no tempo e nessas viagens muita coisa que ela fará no passado modificará seu futuro de um jeito inesperado, ou seja, essas viagens temporais têm suas consequências e Anita terá que descobrir o que fazer com elas.
Devo admitir que amei a narrativa e gostei bastante de Anita, apesar de tê-la considerado imatura para os 30 anos, mas relevei isso. Também gostei muito, muito mesmo do Henrique, melhor amigo de Anita, ele é um fofo. Ah, tá bom, devo admitir que fiquei muito dividida entre Henrique e Joel, eles dois são muito fofos.

"Sabe aquele capítulo que comentei estar faltando na minha vida? Talvez ele tenha acontecido sim, e eu apenas não o li direito. Passei correndo por essa parte sem captar seu significado, como fazemos quando estamos lendo um livro grosso apressadamente e sem prestar muita atenção." (p. 105)

O livro é realmente muito lindo e tem uma história que encanta e, com certeza, arrancará suspiros dos leitores mais sensíveis e, claro, dividirá corações. Bruna Vieira, sem sombra de dúvida, acerta na hora da escrita mais uma vez ao colocar nas páginas de seu livro exatamente aquilo que suas leitoras gostariam de ler.
Um livro leve, com romance, mistério e aprendizado, faz o leitor torcer, criar teorias e pensar nas consequências de tudo o que se faz. Não posso negligenciar a questão da diagramação, novamente a Gutenberg deu um show, mas também não posso deixar de dizer que o enredo não é algo novo, pois diversas vezes, no decorrer da narrativa, achei-o parecido a outro livro nacional de bastante sucesso: Pedida, de Carina Rissi.

"_Quantas vezes mais eu preciso quebrar meu coração para ele se encaixar no seu?" (p. 218)

Para concluir, só posso afirmar que dói quando um livro acaba do jeito que De Volta aos Quinze terminou, dói necessitar do exemplar seguinte e ele ainda não ter sido publicado [previsão para o próximo volume apenas para 2014], puxa o final deixa qualquer leitor curioso pela continuação o que foi um golpe de mestre da Bruna Vieira: começa e termina seu livro com chave de ouro. Super indicado!



Camila Márcia

Só para vocês terem uma ideia de como a editora caprichou na edição de De Volta aos Quinze segue abaixo fotos de alguns detalhes cuja fofura é master:

8 comentários:

  1. Fiquei com vontade de ler *----* Vou compra-lo. :)

    ResponderExcluir
  2. Ah, comprei este livro na bienal e pretendo ler logo, pois será meu primeiro contato com a escrita da Bruna (já que não tenho/não li o livro Depois dos Quinze). Essa história me lembrou muito mais o filme De Repente 30 do que Perdida, mas só lendo mesmo pra saber... de qualquer forma, é bem clichê, ok, mas eu gosto (e espero que ela tenha feito isso bem).
    Já tinha ouvido reclamações quanto à maturidade da "mulher" de 30 anos e isso foi a primeira coisa que pensei quando li a sinopse, se a Bruna saberia dar o toque maduro pra ela...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. ele parece ser super fofo e no estilo de leitura que gosto! ansiosa para comprar o meu! hihi
    besitos! :*

    http://tatimunhoz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Sempre acho que a Bruna acerta no ponto. Ainda não li De Volta aos Quinze, mas sua resenha me deixou com sede dessa leitura.

    bjs,
    JU

    ResponderExcluir
  5. ola amei suas postagens e seu blog, ja estou te seguindo pode me seguir tbm http://garotadovestidoderenda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. ola amei suas postagens e seu blog, ja estou te seguindo pode me seguir tbm http://garotadovestidoderenda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, flor!
    Antes de tudo, parabéns pela resenha!
    Fiquei sim curiosa para ler "De volta aos quinze". Puxa! O que detesto em séries e trilogias é toda essa tensão que sentimos ao terminar um livro e querer logo o próximo, sem nem mesmo o autor ou autora ter escrito. E pelo que você falou, acredito que ficarei com essa angústia também. Rsrs
    Espero lê-lo em breve!

    Beeijo, linda*;

    ResponderExcluir
  8. Livro maravilhoso! Mas alguém me ajuda a implorar ela pra escrever a continuação? #ansiosa

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!