Resenha: “A Vida na Porta da Geladeira” de Alice Kuipers

Saudações Leitores!
Duas amigas minha me disseram certa vez que tinham vontade de ler esse livro, procurei no skoob e li a sinopse e me interessei bastante, minha amiga conseguiu o livro e eu o li. O livro é muito fofo (e triste), mas não foi nada daquilo que eu esperava e estou me referindo a tudo: o tamanho do livro é similar (ainda que não seja igual) ao livro de bolso só que com orelhas, a sinopse dá a entender uma coisa e apesar de ser aquilo que está lá, acontece de uma forma diferente. Vocês conseguirão entender o que quero dizer quando lerem a resenha abaixo:
A Vida na Porta da Geladeira, Alice Kuipers, São Paulo: Martins Fontes, 2009, 226 pág.
Traduzido por Rodrigo Neves

A Vida na Porta da Geladeira do original Life on the refrigerator door foi escrito pela londrina Alice Kuipers e trata-se de seu primeiro livro.
Este livro foi uma grande surpresa para mim, pois ao ler a sinopse eu o imaginei diferente: pensei que fosse uma história em prosa, com vários personagens, fatos etc., mas para minha surpresa o livro não é em prosa é em bilhetes e cartas. Por meio destes bilhetes e cartas fixadas na porta da geladeira ficamos a par do relacionamento de Claire e de sua mãe médica que passa mais tempo no trabalho do que em casa.
Claire é uma adolescente e vive os conflitos tão peculiares dessa idade e tem que conviver com a ausência de sua mãe, que vive no trabalho, e de seu pai já que os dois são divorciados. Em meio a essa confusão toda e dias em que mãe e filha mal se veem e que Claire começa e termina um relacionamento e com os problemas com o pai, uma descoberta vai abalar a vida de Claire e sua mãe.
A mãe de Claire descobre que tem câncer e em meio ao tratamento e a leitura de bilhetes ficamos sabendo o quanto todo esse período é complicado para as duas, o quanto elas tem que aprender uma sobre a outra e o quanto elas deveriam ter aproveitado mais o tempo juntas e sido mais sinceras.
Apesar de ter apreciado bastante A Vida na Porta da Geladeira e de gostar de livros com cartas e bilhetes, eu me senti frustrada com esse livro, pois como falei anteriormente imaginava que seria um romance em prosa. E mesmo reconhecendo que fiquei emocionada com a história, os bilhetes em si não chegam a ser emocionantes e dramáticos demais.
A Vida na Porta da Geladeira é um livro envolvente e após o inicio da leitura difícil parar de ler e por ser bilhetes trocados entre Claire e sua mãe a leitura ocorre de maneira tão fluída que em menos de uma hora você consegue terminar a leitura.
Para finalizar, devo dizer que o livro é fofo e a história é linda e ao mesmo tempo triste, mas é sempre bom não ir com muita sede ao pote, melhor ler despretensiosamente e se surpreender com o desenvolvimento do livro. Se você tiver a oportunidade de conhecer o livro, vá em frente.

Camila Márcia

6 comentários:

  1. Nossa, fiquei curiosa já com o nome do livro, hahaha. Vou procurar lê-lo, gostei muito da resenha e da escolha por algo pouco conhecido.

    beijos,
    http://leitoraemtransicao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente esse livro não é tão falado... na verdade, se duas amigas não tivessem me falado dele eu nem saberia da existência do mesmo, mas foi gratificante e rápido poder lê-lo, mesmo não sendo como eu imaginava que seria.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Oi,Camila!
    Nossa!! Essa é a primeira vez que leio uma resenha sobre este livro. Eu o li faz um tempão e nunca me esqueci dele. Na época li rapidinho em e book mesmo e adorei. Também achei o livro fofo e muito tocante. Gostei tanto do livro que tentei adquirir o exemplar físico, mas até hoje nunca consegui achar disponibilidade.
    Adoro livros que debatem sobre relacionamento de mãe e filha. Sempre me tocam profudamente. Gostei demais de relembrar cada detalhe.

    Bj grande!
    Zilda Peixoto
    http://www.cacholaliteraria.com.br/2014/02/manias-de-leitor-1.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Zilda,

      Que ótimo revê-la aqui no DLL, nem acredito que você também o leu, que legal... conheço poucas pessoas que o leram e menos ainda resenhas dele na blogosfera.
      Realmente o livro é muito fofo e encantador. Sobre a disponibilidade dele para compra acho que só o vi na Estante Virtual e por preços altíssimos e que não aconselho comprar, acho que não vale todo aquele preço, porque o livro é pequeno (tamanho de best-bolso só que com orelhas) tem poucas páginas, e cada página tem bilhetes e cartas bem pequenas... Acho ele bastante caro para o conteúdo, tem livros muito mais volumosos e interessantes por preços bem mais acessíveis. As Editoras deveriam aprender a colocar preços razoáveis em seus livros, não somos ricos e quem gosta de ler dificilmente dará trinta reais num livro sendo que poderia comprar três por esse preço.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Oii eu estou lendo esse livro, bom faz pouco tempo qui eu estou lendo este livro eu consegui ele na biblioteca da escola e é muito bom esse livro faz pouco tempo qui comecei a ler e é ótimo vale a pena ler !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline!

      Esse livro é bem interessante mesmo, fico feliz que esteja lendo e apreciando a leitura.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!