Resenha: “Enders - Livro 2” de Lissa Price

Saudações Leitores!
Este livro foi cortesia da Editora parceira Novo Conceito, obrigada!
Sem dúvida, eu estava muito ansiosa para ler Enders, logo, apesar de alguns pontos negativos, gostei bastante de ler Starters, mas o segundo livro não foi bem o que eu esperava e a experiência não foi boa, entenda o porquê. Detalhe: evitei spoilers, então, é seguro ler, mas escrevi uma resenha completamente sentimental do começo ao fim está meu relato sobre esta leitura.

Enders, Lissa Price, Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito, 2014, 285 pág.
Traduzido por Ivar Panazollo Júnior

Enders é a continuação tão esperada de Starters, escrita pela americana Lissa Price. Após um surto de livros de distopias em 2012 e 2013, Starters foi muito bem recebido pela crítica e houve quem dissesse que ele seria apreciado pelos leitores de Jogos Vorazes, na época da publicação e que realizei a leitura de Starters ainda não tinha lido JV, mas agora só digo uma coisa: não tem nada a ver essa afirmação. Sou até mais drástica e digo que a pessoa que afirmou isso foi muito infeliz nesta afirmação, amei JV, mas essa duologia (?) deixou muito a desejar.
Starters foi um livro que mexeu muito comigo, apesar de ter muitas coisas que não tiveram explicações ou que ficaram muito vagas me fez criar altas expectativas para ler a continuação Enders já que eu precisava ter minhas respostas, mas, quando finalmente Enders é lançado, ele não trouxe todas as minhas respostas e isso me deixou demasiadamente frustrada.
Logo no princípio de Enders, encontra-se uma narrativa arrastada, vagarosa, lenta e isso só vem a modificar quando o personagem Hyden aparece, ele é uma verdadeira revelação nesse livro e aparentemente todas as pontas soltas vão de encontro com este personagem, Lissa Price, fez de Hyden um curinga – ponto positivo –, mas tal ato fez com que a ‘mocinha’ Callie se tornasse extremamente insignificante e até mesmo tola e cheia de conflitos sentimentais que não deveriam existir dadas as situações extremas a qual estava envolvida.
Michael o personagem com que mais me identifiquei no primeiro livro e que tinha um potencial incrível para levar a história nas costas aparece nesse segundo livro quase como uma ‘participação especial’ e simplesmente tola, ele age como uma criança imatura, coisa que não aconteceu no primeiro livro. O irmão de Callie, Tyler, também aparece no livro, mas simplesmente para ser jogado de lado por sua irmã, que ironicamente diz amá-lo mais que a tudo, mas simplesmente acaba sempre o colocando aos cuidados de terceiros.
Infelizmente o enredo não me convenceu, o fim foi inesperado e isso foi bem legal após uma leitura tão monótona. Também devo admitir que teve umas revelações muito bobásticas principalmente no que diz respeito a Hyden (o personagem que deveria salvar o livro) e o Velho (o terrível vilão oculto), mas como dizer que um livro é bom se ele não me empolgou, não me viciou?
Só posso afirmar sobre Enders que depois de tanta espera estou extremamente decepcionada com esse livro. A leitura foi forçada do começo ao fim praticamente porque eu tinha a curiosidade de saber como terminava já que, pelo andar da carruagem, tive certeza que a história não ia melhorar. Espero piamente que Lissa Price não pense (nem remotamente) continuar a escrever sobre essa história, para mim, ela já está perdida. Ou vai ver, criei expectativas demais com esse livro por isso uma decepção tão grande...

Camila Márcia

8 comentários:

  1. Olá Mila, faz muiiiiito tempo que não apareço aqui, não é? Mas tal como vc vive dizendo o tempo tá curto, 24 horas não é mais suficiente para um dia... ou pelo menos não estou sabendo administrar meu tempo e quando chega a noite estou tão cansada e tão cansada que desmaio na cama...
    Esse ano comecei mal para as leitura, li apenas quatro livros, comprei uns 100000 que estão encostados [talvez eu esteja exagerando um pouco nessa quantidade]
    O que tenho a dizer é que eu li Starters... eu tinha ganhado esse livro e na leitura dele eu até gostei, apesar de tb ter encontrado muitos pontos soltos que deveriam ser motivos para eu não gostar do livro, mas como eu sabia que teria continuação eu simplesmente relevei isso - ademais esse livro tem uma capa linda - daí esse ano me deparo com sua resenha sobre a continuação e percebo que não estou mais tão empolgada por ele Enders na verdade nem tenho mais certeza de que algum dia fiquei empolgada pela continuação, mas não nego a curiosidade de que eu tinha de saber se todas as pontas soltas se encaixariam... pelo visto não... acho que vou deixar passar...
    Ah, você esqueceu de falar dos contos que a NC divulgou e que são gratuitos dessa trilogia, não os li, mas pelo que entendo eles parecem ser um pouco esclarecedores, será que lá não se encontram as respostas? Se for é meio estranho os contos serem mais significativos que os próprios livros, mas enfim... tem escritor que não sabe continuar série...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Em,
      Enfim você deu as 'caras' saudade de você. Mesmo que não comente mais aqui no DLL com tanta frequência eu sei que você acompanha as postagens então fica tranquila, mas obrigada por vir comentar, isso me motiva mais e mais a escrever.
      Sobre Enders, acho que meu problema foi que criei expectativas demais, se eu tivesse lido sem ter gerado expectativas essa leitura teria até sido agradável... mas não foi, então não tinha nada a ver eu vir aqui e postar uma resenha elogiando um livro que para mim foi maçante.
      Acho que também relevei bastante as 'falhas' de Starters por saber que tinha continuação, mas ler Enders e apostar todas as cartas nas respostas simplesmente me deixou demasiadamente frustrada... espero que para outras pessoas ela leitura seja boa.
      Sobre os Contos, também não me aventurei na leitura... deixei passar.... mas não descarto a possibilidade de ler.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Olá Camila
    Eu achava que tanta beleza de capa e tanta divulgação em Startes não era boa coisa.... agora Enders achei que foi menos polemizado, mas mesmo assim... de qualquer forma eu tenho vontade de ler para ter minha própria opinião, mas gostei de sua sinceridade. Nem todo mundo tem coragem e disposição de escrever o que realmente acha de um livro e acaba sempre deixando aquela dúvida no fim da resenha: a pessoa gostou ou não desse livro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, Joaquim, eu costumo dizer que um livro que agrada a um pode desagradar a outros, então é bem simples para tirar a dúvida: aventure-se! Super indico a leitura para quem já leu Starters, mas não nego minha posição: Enders me decepcionou, mas pode não decepcionar outros leitores... só se sabe lendo.
      Obrigada pela visita e comentário. \õ/

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Milinha, devo reconhecer que o livro provavelmente não era o que todos esperavam, porque é impossível não esperar algo de um livro que faz parte de uma continuação, na verdade sempre colocamos todas as fichas neles, principalmente quando o primeiro não responde todas as perguntas, mas Enders, para mim, não foi tão ruim assim, ele respondeu muitos espaços vazios deixados na=o primeiro livro e a autora passou uma rasteira em todos os leitores que ficaram imaginando quem seria ou não O Velho, eu jamais imaginaria que fosse quem foi. Devo comentar, também que esperei que o Michael se sobressaísse nesse volume, mas infelizmente não aconteceu [eu tinha meio que uma quedinha por ele, sabe?] mas putz o Hyden foi um personagem maravilhoso e foi ele o grande salvador do livro. O Fim, dá margem para continuação, mas não li nada a respeito se terá ou não... assim como você, eu espero que não tenha, porque mesmo gostando dos livros, acho que eles tinham o potencial de serem melhores.

    Beijo, flor,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju, é exatamente isso que acho: um livro de continuação sempre vai agradar a uns e desagradar a outros leitores, é normal. A mim, desagradou, mas encanta-me saber que você gostou. É claro que ele deu algumas respostas, mas não respondeu a todas as perguntas e numa série ou duologia ou trilogia, cada livro tem um questionamento que deve ser respondido no decorrer na série, isso não acontecer frustra a gente, sabe?
      Não questiono o papel de 'salvador do livro' que Hyden exerceu, antes de ele aparecer na narrativa a história estava empacada e desinteressante, ele deu uma agitada nas coisas, fiquei decepcionada pelo papel insignificante e até estúpido de Michael, ele deveria ter se sobressaído, afinal desde o primeiro livro ele é mencionado e deu esperança de que ele fosse uma peça importante na continuação...
      O Fim, céus, ele dá brechas para continuação ou continuações, mas que a Lissa não se permita continuar escrevendo, já deu... e se tiver... bem, acho que não seguirei lendo... a não ser que haja muito comentários positivos.... só assim.
      Thanks pelo comentário e visita.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  4. Poxa, que pensa que o livro não te convenceu e nem foi tudo que você esperava. Gostei da sua resenha e de ler sua opinião, eu achei Enders bem melhor que Starters, o único defeito que encontrei foi o fato de que as vezes a autora não ''soube'' muito bem criar reviravoltas, não sei, não fiquei muito convencido.. Mas no geral achei legal, gostei de como as coisas aconteceram, dos novos personagens...

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caique, obrigada pela visita e comentário.
      Que bom que gostou do livro, mas para mim, a falha maior da Lissa foi não ter aproveitado os personagens do primeiro livro que tinham grande potencial para serem um sucesso neste, ao contrário todos passaram para um segundo plano, até mesmo a Callie não teve destaque, cheia de mimimis e conflitos de cunho pessoal, ela acabou ficando em segundo plano e Hyden se sobressaiu em tudo, inclusive nas maiores decisões ocorridas no livro.
      Mas de uma maneira geral, algumas das revelações e coisas que aconteceram no livro foram uma grande surpresa e isso foi bom, mas nem isso, para mim, conseguiu salvar o enredo, porque acho que um bom livro pode ter altos e baixos, mas devem ser bem estruturados para não causar estranhamento ou mesmo para tentar convencer o leitor... em nenhum momento fiquei convencida... não rolou.
      Mas respeito a opinião de todos e amo saber que muita gente gostou de Enders, significa que a literatura tem essa característica plurissignificativa que dá respaldo a muitos questionamentos e opiniões diversificadas. <3

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!