Resenha: "Eleanor & Park” de Rainbow Rowell

Saudações Leitores!
Eu nem sei como introduzir a resenha de Eleanor & Park*, porque este livro mexeu comigo de diversas formas e cada uma das páginas me envolveu mais que a outra, muitos dias após finalizar a leitura eu ainda carregava a doçura deste livro dentro de mim. Essa doçura ainda está em mim. Então convido vocês a conferirem comigo a resenha:

 Eleanor & Park, Rainbow Rowell, Barueri, SP: Novo Século Editora, 2013, 328 pág.
Traduzido por Caio Pereira

Eleanor & Park lançado originalmente em 2013 é escrito por Rainbow Rowell, autor que se tornou best-seller.
A narrativa é em terceira pessoa, o que já é bem diferente dos livros atuais que em sua maioria são em primeira pessoa, além disso, os capítulos são breves e bem fragmentados o que dá uma agilidade na leitura, há também uma alternância entre os capítulos/partes de Eleanor e de Park.

"A gente acha que abraçar uma pessoa com força vai trazê-la mais para perto. Pensamos que, se a abraçarmos com muita força, vamos senti-la, incorporada em nós, quando estivermos longe." (p.312)

A história se passa em 1986, tendo início em agosto de 1986 quando Eleanor entra pela primeira vez no ônibus escolar (sim, a aluna nova) e ela senta-se ao lado de Park. Agosto de 1986: o mês em que os dois se viram pela primeira vez.
No geral a história é sobre como nasceu o amor de Eleanor e Park, como dois desajustados se apaixonaram um pelo outro. Raindow soube mostrar em ‘cores vivas’ todas as nuances do primeiro amor em sua ingenuidade, delicadeza.

"Segurar a mão de Eleanor era como segurar uma borboleta. Ou um coração a bater. Como segurar algo completo, e completamente vivo." (p.74)

Mas a narrativa não é melosa e cheia de mimimis como a maioria dos livros de romance, pelo contrário, dentro da história romântica a toda uma história familiar e social como essas histórias vão influenciar desde o começo do romance de Eleanor e Park.
Eleanor é gorda, se sente feia e cheia de problemas familiares, sente na pele dia a pós dia a rejeição, então para ela é impossível alguém amá-la. Park pelo contrário, é um adolescente normal e tem uma família normal que o aceita e o ama, no entanto por ele ser mestiço a sociedade tem certos preconceitos.

"Além disso, eles não ficavam apenas de mãos dadas. Park tocava as mãos dela como se fossem algo raro e precioso, como se seus dedos estivesse intimamente conectados com o restante de seu corpo. O que, é claro, era fato. Difícil explicar. Ele a fazia sentir como se ela fosse mais do que a soma de suas partes." (p.79)

Eleanor & Park é pura doçura, não tem como não gostar desse livro e em algumas partes se identificar – o sentimento do primeiro amor são tão similares mesmo com suas peculiaridades que dá para se emocionar. A história de vida de Eleanor e de Park são emocionantes e envolventes.
Simplesmente não sei mais o que escrever porque quando eu sinto muito lendo um livro e não sou capaz de ser coerente ao escrever sobre ele. Preciso dizer que eu favoritei e dei cinco estrelas para esse livro, mas não é só isso durante toda a leitura eu desejava estar com Eleanor e Park e dar um abraço de urso neles e dizer que tudo iria ficar bem, que o amor é mais forte e que quando verdadeiro ele supera todo o sofrimento.

"Ele sabe que vou gostar de uma canção antes mesmo de eu tê-la ouvido. Ele ri das minhas piadas antes mesmo que eu chegue ao final. Tem um lugar no peito dele, logo abaixo da garganta, que me faz querer deixá-lo abrir portas para mim." (p.302)

Sobre o final do livro? Eu chorei, porque eu sempre choro quando me vejo arrastada para dentro do livro e estou sofrendo por saber que o livro acabou e eu não consigo dar tchau para os personagens, eles entraram dentro de mim de tal forma que eu desejei conhecer uma Eleanor e um Park... Eu os queria para mim... de certa forma eles foram meus enquanto eu os lia... de certa forte eles são meus porque me marcaram profundamente...
Por favor, quem ainda não leu: leia esse livro e se apaixonem por Eleanor & Park. Um detalhe importantíssimo: vai virar filme (mais informações aqui) e eu já estou ansiosa e feliz porque será uma forma de reviver esse livro novamente.

*Para saber mais sobre este livro acesse AQUI.

10 comentários:

  1. Que legal, mais um livro para o cinema, eu ainda não li o livro mas parece ser uma história muito emocionante.

    http://criativare-leitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thales,

      Não sei se faz seu estilo, mas ele roubou a cena do meu ano, foi um dos livros mais perfeitos que já li. Logo eu amo livro delicados, com uma mensagem linda e personagens tão reais que parecem meus amigos.... esse livro tem tudo isso e me encantou e me cativou e.... um montão de outras coisas.
      Perfeito.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Oi, tudo bom? Tenho esse livro a mais ou menos uns seis meses e após ler sua resenha fiquei com um pouco de remorso por não ter realizado a leitura ainda. Lendo o que você escreveu, fiquei tentada a conhecer a doçura que este livro transpassa e a escrita da autora. A verdade é que sua resenha me ganhou, vou lê-lo em breve ^^'

    Bjs!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Please Pollyanna, leia-o logo, log, logo!!!!!!
      Estou ainda emocionada por ele... postei a resenha só agora mas o li em outubro e ainda hoje o sinto como se ainda estivesse lendo. ♥ Uma lindeza!
      Estou muito feliz por minha resenha tê-la motivado ainda mais a lê-lo.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Oi Mila!

    Ai, eu li esse livro esse ano e quase morri de amores também. O que eu mais gostei é que não é mais uma história de uma garota que tem baixa auto estima, que se apaixona por alguém totalmente diferente e "inalcançável", é um romance real, do jeito que tem que ser. Sem contar todas as referências musicais lindas de morrer.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Ana.
      Exatamente Ana.
      Exatamenteeeeeeeee... ♥
      Tipo, não é porque o casal foge aos padrões físicos e sociais que a sociedade elege como os melhores que os dois serão frustrados e amargurados e tal, mas é exatamente isso que os tornam reais e o que torna o amor deles real, Puxa o amor é um sentimento impulsivo e lindo não liga para aparência é o coração que fala e sente... Então esse foi um dos romances mais lindos, reais e naturais que já li. Eu quase podia sentir essa história.
      E as referencias musicais OMG são perfeitas... ♥ Esse livro todo é perfeito.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  4. Ai meu Deus, eu quero! ): quero tanto. Quero demais! Que lindo, Mila. :')

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (*.*) Anaaaaaaa ou melhor Neuminha do meu coraçãooooo VOCÊ precisa ler porque eu sei que vai amar muito esse livro e o lerá tipo umas 50 vezes do jeito que vc ama reler livros... o melhor: vai querer dá-lo para todas as suas amigas, porque você vai sentir necessidade de que todos conheçam Eleanor e Park... é bom dividir personagens tão bons com quem a gente ama....

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  5. Que lindo!! Vi bastante lendo esse livro e logo deu pra ver que era bom. Ta explicado agora!!
    Vou ler assim que der :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thielen, o livro é uma doçura, mas sempre digo pra todo mundo ter cautela ao ler, pois tipo, o que uma pessoa ama porque não se tornar o amor de outra pessoa, entende? Mas isso não significa que não dê para apreciar o livro. EU AMEI esse livro, mas compreendo se alguém o ler e dizer que apenas gostou... cada história, cada ser humano e animal toca de um jeito diferente... os sentimentos são diferentes, as interpretações diferentes então... cautela e abra a mente, vai se surpreender e amar.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!