Resenha: “Os E-mails de Holly” de Holly Denham

Saudações Leitores!
Há algum tempo uma amiga me falou de sua vontade de ler Os E-mails de Holly e eu guardei o nome desse livro junto com minha vontade de ler, digamos que ele faz anos que o desejava e, ou ele estava muito caro e o frete mais caro ainda ou ele estava barato e o frete dava para comprar tipo uns dez livros e eu nunca comprava, mas com o passar dos anos e a pesquisa apurada no exemplar, consegui encontrá-lo por um preço bacana e com um frete acessível então agarrei a oportunidade e hoje vocês conferem minha opinião sobre a leitura.

Os E-mails de Holly, Holly Denham, Rio de Janeiro: Record, 2011, 770 pág.
Traduzido por Ana Ban

Holly’s inbox ou Os E-mails de Holly, título brasileiro, foi escrito por um autor que utiliza o pseudônimo Holly Denham, que neste livro é a personagem também! Só esse pequeno/grande detalha já nos desperta a curiosidade.
O livro todo é em formato de e-mails, isto é, vamos acompanhando a história de Holly na medida em que ela troca e-mails com parentes e amigos. Logo no principio descobrimos que Holly acabou de começar um emprego novo como recepcionista em um Banco de Investimentos, em Londres.
Esse novo emprego a tirou do sério, pois ela não tinha muita experiência na área e eram muitos telefonemas, reservas, reuniões e muitas outras atividades que ela tinha que dar conta. Para tentar desabafar e ficar por dentro das fofocas ela começou a trocar e-mails com a companheira da recepção Trish, que entre dicas, fofocas, confidências acabam segurando ‘as pontas’ uma da outra, quando necessário.
Holly também troca e-mails com seus amigos Jason (gerente de um hotel) e Aisha. Jason é gay e superengraçado, ama fofocas! Aisha é uma aventureira, inconsequente e absurdamente tarada, ela não dispensa sexo por nada! Esses dois são personagens que me arrancaram risos, são os melhores amigos que Holly podia ter: os mais sinceros e mais loucos do mundo!
Claro que, como todo chick-lit, Os E-mails de Holly têm muito romance: um cara safado, bonitão, sexy e cachorro, mas que faz qualquer um suspirar, portanto, através das trocas de e-mails ficamos sabendo em qual “pé” está o relacionamento e qual a fase.
Nesse livro também temos os antagonistas chatos, implicantes, idiotas e invejosos, que nos tiram do sério, mas que dá dinâmica e emoção ao livro. Particularmente, achei Os E-mails de Holly, uma leitura bem divertia e rápida, mesmo contendo mais de 700 páginas, pois é tão fluída que poderia ter mais de 1000 páginas, é muito divertido.
 

4 comentários:

  1. Oi Mila!

    Olha, não sou muito fã de chick-lits, então não sei se é um livro que eu leria, sabe? Nunca achei nenhum que conseguisse prender a minha atenção de verdade e todos os que li até hoje fora aquele sacrilégio para terminar. Mas achei a premissa desse aqui bem legal. Gosto de livros que são narrados através de e-mail ou cartas.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana,

      Então eu já li alguns chick lit bem ruinzinhos, mas eu li esse e gostei bastante.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Menina que livro grande hehehehehe, mas ele parece ser muito bom. Gosto de umas leituras assim diferentes ás vezes e amei o titulo.

    Beijinhos, Helana ♥ ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helana,

      o livro é muito grande, mas a leitura tão engraçada e leve que rapidamente conseguimos lê-lo completamente. Vale cada uma das páginas. Amei. Acredito que você gostaria.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!