Resenha: "Tudo Junto e Misturado" de Ann Brashares

Tudo Junto e Misturado, Ann Brashares, São Paulo: Editora Seguinte, 2017, 336 pág.
Tradução: Cristian Clemente
COMPRAR: Amazon

Saudações Leitores|
The Whole thing Together no Brasil Tudo Junto e Misturado, foi escrito pela norte americana Ann Brashares, também autora da série Quatro Amigas e um Jeans Viajante e dos livros Meu Nome é Memória Nosso Último Verão.

Quando a Editora Seguinte anunciou que publicaria o volume fiquei vibrando de ansiedade para ler, apesar de não ter gostando tanto assim de Meu Nome é Memória, Ann Brashares escreve muito bem e eu precisava conferir seu lançamento.
"Por acaso era possível ver a beleza no momento em que ela surge? Ou a gente precisa de tempo, experimentar perdas e talvez um pouco de dor?"
Como fã da escritora, mas com um pé atrás também fiquei na dúvida sobre o que esperar de Tudo Junto e Misturado e comecei a leitura cheia de reservas, logo de início fiquei surpresa pelo fato de ele não ser nada do que imaginei que seria, estava esperando algo como um romance romântico fofinho, mas foi bem mais que isso e a surpresa foi muito favorável.

Aqui nós vamos acompanhar a história de uma família bastante complicada. Lila e Robert, já foram casados e tiveram três filhas: Emma, Quinn e Mattie, mas os dois se separaram e formaram outra família. Lila casou com Adam e os dois tiveram um filho: Ray, no entanto, o pai de Ray: Adam já tinha dois filhos de seu relacionamento anterior (Esther e George). Enquanto isso Robert casa Evie e tem uma filha Sasha.
"Vivemos no mesmo lugar, mas nunca juntos."
Assim senod, Ray e Sasha acabam dividindo irmãs e uma casa. No entanto as duas famílias nunca - em hipótese alguma - depois da separação  estiveram juntas, pois Lila e Robert se odeiam. Algo aconteceu e só vamos poder visualizar tudo no decorrer da narrativa.

A narrativa em si é uma mistura de vozes e narradores, tudo é bem singular e diferente, mas são essas características que dão um valor e significado ainda maior ao livro, além de ser totalmente coerente com o título escolhido.
"Quando a gente está infeliz, faz besteira. Faz escolhas ruins. Procura consolo de um jeito destrutivo. A gente magoa pessoas que ama."
Tudo Junto e Misturado foi um livro que me surpreendeu, me emocionou e ao terminar precisei passar dias para começar a ler um novo livro, pois estava imersa na estória muito depois de virar a última página. O enredo é confuso, mas no sentido de tentar dar forma a cada personagem e analisar suas personalidades diferentes, entender seus sentimentos e o sentimento total que gira em torno dessa família.

Quando pensei ser um romance imaginei que fosse haver casais apaixonados dizendo coisas fofas, mas aqui temos uma família que orbita dentro da família e um livro que fala de relações familiares e amizade. Tocou-me profundamente e ver que e o romance que apareceu aqui foi algo desenvolvido de forma natural e não causou aqueles extremos de amor-paixão-loucura, foi algo que foi acontecendo lentamente.
"Nenhum lugar seria mais adequado para aquele encontro que a cama deles. Uma cama para duas pessoas transformava duas pessoas em uma: respirando, pulsando, abraçando-se, e por fim completas. Ele via suas expressões no rosto dela, sentia o desejo dela no próprio peito, ouvida as próprias emoções na voz dela. Tudo misturado, compartilhado. Ele não conseguia mais se distinguir dela, nem queria fazer isso."
Sofri muito com os personagens, as escolhas dos mesmos e o desenvolvimento que culmina em uma tragédia que serve de grande ensinamento. Terminei o livro com os olhos marejados porque é impossível não se emocionar, até porque cada personagem me cativou de forma bem peculiar, tudo se completava nesse livro.

Para concluir, deixo aqui minha indicação de leitura, realmente Ann Brashares me surpreendeu com Tudo Junto e Misturado, ao finalizar a leitura não pude deixar de dar 5/5 estrelas.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!