Resenha: "Um Vento à Porta (Série Uma Dobra no Tempo, vol. 2)" de Madeleine L'Engle

Um vento à porta, Madeleine L'Engle, Rio de Janeiro: Harper Collins, 2018, 256 pág.
Tradução: Érico Assis
COMPRAR: Amazon


Saudações Leitores!
Um Vento à Porta (A Wind in the door, 1962) é o segundo volume da Série Uma Dobra no Tempo, escrita por Madeleine L'Engle que é bem gostosa de ser lida, inclusive, aqui no blog, temos resenha do primeiro volume que se intitula: Uma Dobra no Tempo.

Apesar de ser uma série, esse livro não é exatamente uma continuação do livro anterior, pois o final de Uma Dobra no Tempo foi bem fechadinho, toda a ação proposta lá foi solucionada, é nesse mesmo modelo que Um Vento à Porta segue, toda o enredo desenvolvido nesse livro foi solucionado ao fim do volume. Obviamente, que por trazer os mesmo personagens e relembrarmos dos fatos do volume anterior tem toda uma história que se conecta.

O trio Meg, Charles Wallace e o amigo Calvin, estão de frente com um novo perigo que coloca em risco a vida de Charles Wallace que está acometido de uma doença. As crianças, ao invés de embarcarem para o espaço, como na aventura do livro anterior, vão embarcar numa jornada pelo corpo humano e encontrar com seres estranhos que estão ali para ensinar, ajudar ou mesmo atrapalhar.
Amor. É isso que faz as pessoas saber quem são."
É bem curioso todo esse volume e fica um verdadeiro aprendizado sobre química biologia e curiosidades similares. Além disso, senti - particularmente - que essa história foi bem mais fluida que o livro anterior, até porque tinha muitos diálogos interessantes e isso dava uma dinâmica maior ao desenrolar dos fatos.
Apesar de ter gostado bem mais de Um Vento à Porta do que do volume anterior (agora que li) continuo não simpatizando com as crianças acho que são muito metidas, autoritárias e detesto a forma como elas tratam os pais, sei lá.... minha impressão é que eles se consideram tão super dotados que podem responder ou ignorar o que os pais dizem e pedem. Enfim, essa é minha impressão particular, e acho que cada um que leu ou irá ler pode ter uma impressão diferente. 
"Amor não é o que você sente. É o que você faz."
O fato é que este segundo volume da série me ganhou desde a primeira página, devorei o livro em um único dia. Realmente recomendo.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!