Caixa de Pássaros (Filme)

Saudações Leitores!
Houve tanto frisson sobre esse filme que precisava conferir e, claro, também comentar sobre o que achei da adaptação do livro homônimo.

Caixa de Pássaros
Título Original: Bird Box
Direção: Susanne Bier
Ano: 2018
Duração: 125 min
Gênero: Drama, Ficção Científica, Terror
País de Origem: Estados Unidos


SINOPSE: Num cenário pós-apocalíptico, onde o simples olhar pode te levar à morte, uma mãe e seus dois filhos atravessam um rio de olhos vendados em um barco, em busca de um ligar seguro.



EXTREMAMENTE TENSO DO COMEÇO AO FIM...
Uma das coisas que mais me chamou atenção tanto no livro (resenha AQUI) quanto na adaptação cinematográfica de Caixa de Pássaros é o clima de tensão e a sensação de que algo terrível está sempre a ponto de acontecer. Nesse quesito, o filme conseguiu imprimir na tela o mesmo sentimento que senti durante a leitura.

Poder ver as partes do livro sendo interpretadas, para mim, é algo extremamente incrível, acho que é por isso que gosto tanto de conferir as adaptações dos livros, mesmo que nem todas elas saiam de acordo com minhas expectativas.

Após finalizar a película fui processar tudo o que assisti e, mesmo que, de uma maneira geral, eu tenha amado a adaptação, também me frustrei consideravelmente. 

O que acredito é que a adaptação tinha mesmo que ser um pouco diferente do livro, até porque teve algumas partes no livro que eram dispensáveis ou bem bobinhas, sabe? Não precisavam mesmo aparecer na adaptação, no entanto, tinha partes tão incríveis que, ainda agora, não consigo entender o porquê de não colocarem/manterem ou os motivos de tê-las mudado. 

Pode ser que o filme tenha agradado muita gente, pois cumpre seu papel, mas para os que leram o livro primeiro, vão sentir um "gostinho azedo", sentir que não fez jus ao potencial do livro. Mas pode ser que considerem um ponto legal o fato da adaptação motivar muitas outras pessoas irem conhecer o livro, não é mesmo? 
ARREBATADOR, PORÉM...
O fato é que o filme foi bom e toda a divulgação e marketing que girou e movimentou sua estréia, foi arrebatadores, porém, isso não muda o fato de terem modificado bastante não só o enredo em si, como também atitudes e a personalidade de alguns personagens, além de terem colocado outros personagens que nunca apareceram no livro, terem tirado os animais de estimação, não terem colocado as frases de efeito presentes no livro e terem inventado um romance entre a Malorie e o Tom (para ficar mais bonitinho na tela, só pode!). Ok que no livro eu estava shippando os dois, mas não houve nada do que aconteceu  no filme, até porque  estavam todos mais preocupados em sobreviver ao apocalipse e não se apaixonar...

É meio estranho ter visto tantas diferenças entre o livro e o filme, de tal modo que eu não conseguia sequer imaginar como as coisas iriam se desenrolar no filme, juro que quando chegou na metade do filme, já estava imaginando que os roteiristas teriam mudado o final e tornado mais comercial, sabe? 

Tenho que fazer mais dois adendos, dessa vez a respeito da criatura, aqueles efeitos... nossa... achei bizarro, juro pra vocês (que não tiveram acesso ao livro), que a Criatura de lá é muito mais assustadora e mais sensacional. E por fim, a respeito da cena do parto: totalmente mau aproveitada, meu povo... A cena no livro é de revirar o estomago, a do filme - apesar de surreal e agoniante - não chegou nem próximo do que o que realmente estava presente no livro.
SOBRE OS ATORES SELECIONADOS E SUAS ATUAÇÕES...
Acho até desnecessário tocar nesse tópico de tão incríveis que achei a escolhas dos atores e suas atuações, estou realmente aplaudindo de pé, sobretudo, a atuação das crianças que tiveram que atuar usando uma faixa nos olhos... só consigo imaginar o quão angustiante isso pode ter sido.

A Sandra Bullok, sem sombra de dúvida, ficou responsável por "carregar" o filme nas costas, já que a maior parte dos diálogos e ações eram feitos por seu papel... só posso dizer que a achei incrível e maravilhosa. Atuou com perfeição trazendo à vida as angústias e medos da personagem.

Em suma, gostei do filme, achei válida a adaptação e acho que amei as duas "versões" de formas diferentes. Até chego a recomendar as duas: livro e filme acabam se completando, pois como o livro é narrado em primeira pessoa a gente só sabe das partes em que a personagem, Mallorie, presenciou e ou contaram para ela, mas no filme acabamos tendo uma visão mais geral das coisas, sabe? Esse é um ponto bem legal.

Se você já assistiu o filme e quiser conversar ou mesmo me dizer o que achou, bem como do livro, por favor, fiquem a vontade, vou adorar saber.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!