Por Lugares Incríveis (Filme)

quinta-feira, março 12, 2020

Saudações Leitores!
Finalmente assisti Por Lugares Incríveis, minha vontade era ter assistido no dia que foi lançado na Netflix, porém naquela semana me vi atropelada com tantas coisas para fazer que adiei até o dia 08 de março, quando o assisti eu fiquei em bastante conflito e tentei explicar neste post.


Por Lugares Incríveis
Título Original: Título All the Bright Places
Duração: 108 min.
Gênero: Drama, Romance
Ano: 2020
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: Quando Theodore Finch conhece Violet Markey em circunstâncias nada usuais, uma amizade única surge entre os dois. Cada um com seus próprios traumas e sofrimentos, eles se juntam para fazer um trabalho de geografia e acabam descobrindo muito mais do que os lugares incríveis no estado onde moram: a vontade de salvar um ao outro e continuar vivendo.

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS

O primeiro ponto que precisava elencar nesse momento é justamente sobre a classificação do filme, de modo que quero ressaltar que ele não é mesmo recomendando para menores de 16 anos e ainda acho que para assistir, independente da idade, é preciso se encontrar em um bom estado de espírito, já que o filme traz à tona discussões sobre suicídio e saúde mental.

Para ser bem franca quando li Por Lugares Incríveis fiquei absolutamente comovida e indiquei o volume para todas as minhas amigas, mas desde que soube que o livro seria adaptado fiquei bastante receosa sobre a abordagem, já que o assunto é muito delicado e não merecia um tratamento banal ou irresponsável.


O fato é que após assistir ao filme, não sei muito bem o que pensar, ele não foi de encontro com minhas expectativas, até porque apesar de ter me emocionado e refletido, ainda assim não me fez sentir o que senti ao ler o livro.

Por outro lado, a adaptação não foi ruim, foi muito boa, sobretudo, levando em consideração o tema difícil, mas ainda assim faltou mostrar mais sobre os problemas mentais que Finch tinha, e isso não foi muito bem mostrado no filme, o que se ressaltou bem mais foi a dor e o luto de Violet.

Além disso, frisou muito o relacionamento sentimental de Finch e Violet e como ela se sentia, nesse ponto o livro e não nos conflitos emocionais que viviam, o que foi uma pena, já que o livro é bem mais claro nesse aspecto, principalmente por dar voz a capítulos alternados dando voz individual a cada um desses dois personagens.

POR LUGARES INCRÍVEIS: AS DIFERENÇAS ENTRE LIVRO E ADAPTAÇÃO

Obviamente quando vou assistir a uma adaptação de livro já espero por diferenças tanto no quesito de haver mudanças no enredo como em cortar "cenas" e em Por Lugares Incríveis temos essas mudanças e cortes.

Porém, nesse aspecto não acho que houve mudanças tão drásticas que prejudicassem a adaptação, acredito que foram até bem coerentes para o formato de filme. Já sobre os cortes, sem dúvidas houve vários, mas já era o esperado, tendo em vista que dificilmente um filme poderia contemplar toda a complexidade e minucias de detalhes de um livro.


Diante dessas mudanças, a que mais "salta aos olhos" foi a quantidade de "lugares incríveis" que Violet e Finch visitaram, enquanto no livro eles visitam 14 lugares, no filme só visitam 6. É isso o que quis dizer com coerência: ficaria inviável no filme o casal visitar 14 lugares, por isso os 6 lugares ficou de bom tamanho. Já no livro aquela quantidade funcionou bem, entende?

E A ATUAÇÃO?

A escolha do cast de Por Lugares Incríveis foi algo que me agradou bastante, mas é claro que gostar dos atores é uma coisa e conferir como eles deram "vida" aos personagens é outra, de modo que, fiquei na expectativa para ver no que resultava.

Não vou mentir para vocês: eu amei as atuações! Achei que souberam passar bem as angústias e medos dos personagens,fizeram com maestria os personagens terem vida própria, a minha sensação foi que os atores se entregaram com uma paixão enorme na atuação para essa película, o que já me faz ficar de olho neles e acompanhar outros trabalhos deles.


Outro ponto que gostaria de comentar antes de finalizar minhas considerações sobre Por Lugares Incríveis é sobre a fotografia fabulosa do filme, um "quê" meio nostálgico, meio vintage, acho que a fotografia conseguiu representar bem a atmosfera do enredo.

PARA FINALIZAR...

Seria irresponsável de minha parte recomendar esse filme para todo mundo, pois sei que nem todos conseguirão compreender exatamente a mensagem que está contida em Por Lugares Incríveis, digo isso porque já vi comentários no Twitter de pessoas acreditando se tratar apenas de um romance ou filme tolo.

Por Lugares Incríveis, para mim, está longe de ser um romance fofo e mais longe ainda está de ser um filme tolo, imagine alguém que está com a saúde mental sensível e passando por dores terríveis assistir um filme desses, pode ser um grande gatilho, a pessoa se sentiria muito pior ou poderia ter os mesmos pensamentos suicidas por não saber interpretar a mensagem da película.

Portanto, se você vai assistir este filme tente ver mais do que o romance, os atores, o enredo, procure pesquisar sobre saúde mental e problemas emocionais e se estiver passando por algo assim, busque ajuda. O filme deixa bem claro que não falar, não pedir socorro é a pior escolha.

Por fim, Por Lugares Incríveis, é um filme que merece um cuidado na hora de assistir e talvez uma mediação.


  • Share:

You Might Also Like

2 comentários

  1. ah adorei ver a resenha desse filme por aqui,ele já ta na minha lista do Netflix pra eu assistir no final de semana

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assistiu? Espero que tenha gostado. Apesar de todo o tema sensível, o qual devemos ter especial cuidado, o filme é bem legal e a Netflix está fazendo um bom trabalho em focar algumas de suas produções para temas importantes como a Saúde Mental, coisa que até bem pouco tempo não tinha tanto destaque assim, se pararmos para pensar.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!