Séries Assistidas em Maio 2020

terça-feira, junho 09, 2020

Saudações Leitores!
No post de hoje venho trazer o resumão com todas as séries que assisti no mês de Maio e, devo admitir, que assisti bastante coisa, então, deixem-me compartilhar com vocês minhas experiências:

Três Metros Acima do Céu (1ª temporada)
Título Original: Summertime (Season 1)
Gênero: Drama, Romance
Duração:  min  (8 episódios)
Ano: 2020
País de Origem: Itália
Minha Avaliação: 
Sinopse: Verão, Romagna Riviera. Summer é uma garota independente e responsável, que sonha em fugir do lugar que a viu crescer, mas sente que é a própria versão de sua família. Ale é um ex-campeão esportivo, determinado a romper com o passado e pronto para começar um novo capítulo em sua vida. Entre eles, floresce algo que eles não poderiam prever, um amor que os acompanhará ao longo de um verão.
Minha Opinião: Que série mais decepcionante, não que eu esperasse que fosse fiel ao livro, mas que tivesse ao menos emoção, que passasse algum sentimento para quem estivesse assistindo, porém, a única coisa que essa série me fez sentir foi Sono. Sério, uma série com apenas 8 episódios e eu sinto que levei anos para concluir de tão chata que foi. Não vou me estender mais falando dessa série aqui, pois já fiz um post para explicar exatamente os motivos e as minúcias da minha decepção, confiram AQUI.

Eu Nunca... (1º temporada)
Título Original: Never Have I Ever (Season 1)
Gênero: Comédia
Duração:  265 min  (10 episódios)
Ano: 2020
País de Origem: Estados Unidos
Minha Avaliação: 
Sinopse: Após um ano terrível em que perdeu seu pai, Devi Vishwakumar (Maitreyi Ramakrishnan) está decidida: ela quer mudar seu status social e ficar mais popular. No entanto, seus amigos, família e seus próprios sentimentos vão tornar tudo mais difícil.
Minha Opinião: Essa, sim, foi uma baita surpresa, só comecei a assistir porque estavam todos comentando sobre essa série lá no twitter (à propósito: me segue por lá? @camila_marcia). Comecei e o primeiro episódio não foi lá essas coisas, mas como foi OK dei continuidade, então quando me peguei viciada e maratonando os 10 episódios em um único dia pensei: Cara que fodástica! Eu Nunca... está longe de ser perfeita, eu sei, mas pensem comigo: o que é perfeito? NADA. Agora o que essa série tem é: realista. A gente conta com personagens comuns, não aqueles super belos, perfeitos, mocinhos e vilões. Temos personagens reais, jovens reais que estão aprendendo com seus erros, aprendendo a lidar com seus problemas, seus hormônios, sua identidade e sobretudo, com as expectativas da sociedade e da família. Para lidar com tudo isso sempre acabamos sendo egoístas, enxergando só aquilo que queremos ver, negligenciando quem realmente se importa com a gente, magoando e sendo magoados. É exatamente isso o que é a adolescência. Aliás, a vida inteira, só que quando adultos a gente consegue fingir melhor. EU PRECISO, COM URGÊNCIA, DA PRÓXIMA TEMPORADA, aquele final: OMG! BERRO.

Extra Curricular (1º temporada)
Título Original: Extracurricular (Season 1)
Gênero: Drama, Policial, Aventura
Duração:  min  (10 episódios)
Ano: 2020
País de Origem: Coreia do Sul
Minha Avaliação: 
Sinopse: Extracurricular é uma história de estudantes do ensino médio que se metem em uma série de conflitos e eventos que desafiam os valores humanos e a moralidade. Oh Jisoo acaba cometendo um crime grave por causa de sua determinação em fazer dinheiro para estudar na faculdade sozinho.
Minha Opinião: Nem sei como me expressar, por ser uma série coreana jamais esperei tanta violência, tanto sangue, tanta morte e tanta crueza. A sinopse mesmo não deixa claro que vamos ver toda essa violência aqui, então fui assistir absolutamente despreparada. Acho que o dorama mais violento que tinha assistido até o momento (de mostrar a violência e tudo) foi Caim e Abel, que eu gostei, mas também achei violento demais. Essa sensação se repetiu em Extra Curricular, o drama é interessante, a estrutura do roteiro, pegando partes no presente e também fazendo um apanhado das verdadeiras intenções dos personagens, foi genial. Além do mais traz à tona vários tópicos importantes sobre violência, prostituição, limites e mentes sociopatas, etc. Será que é necessário e precisamos ir até as últimas consequências para conseguirmos o que queremos? Vale a pena? As atuações são incríveis, temos um elenco extremamente preparado. Pra ser bem honesta, achei um dorama bem ousado para a Coreia do Sul e o próprio desenvolvimento dele tem seus altos e baixos, porém consegue nos manter curiosos para sabermos o que diacho vai acontecer no final. Devo alertar que não acredito que o final corresponda as expectativas de quem assistir, mas no geral, foi uma série interessante.

Control Z (1ª temporada)
Título Original: Control Z (Season 1)
Gênero: Drama
Duração:  320 min  (X episódios)
Ano: 2020
País de Origem: México
Minha Avaliação: 
Sinopse: Sofía é uma garota isolada, mas observadora, que começa a sua própria investigação quando um hacker ameaça a ordem social da escola onde estuda ao invadir os celulares de alunos e revelar vários de seus segredos.
Minha Opinião: Sem dúvida uma série absolutamente viciante do começo ao fim, além do mais, o que mais gostei foi a abordagem do bullying e cyber bullying e o quão grande as consequências desses atos podem ser. Porém, honestamente, a série deixou muitas e muitas e muitas - muitas mesmo - pontas soltas e perguntas sem respostas. Como a segunda temporada foi confirmada, já estou torcendo que consigam trazer as respostas para todas as perguntas que ficaram pairando durante toda a 1ª temporada. Outro ponto que quero tocar aqui é que acho que a série não é tão coerente em relação ao comportamento da gestão da escola diante do ocorrido, tão pouco os pais e até mesmo o posicionamento de alguns alunos. Apesar de boa, viciante e de ESTAR LOUCA PELA PRÓXIMA TEMPORADA, a série, tem sim seus furos, portanto, não vou passar o pano nesse detalhe, mas super recomendo.

Terrace House: Tokyo (1ª temporada)
Título Original: Terrace House: Tokyo 2019-2020
Gênero: Reality Show, Drama
Duração:  min  (3 partes 12 episódios)
Ano: 2019
País de Origem: Japão
Minha Avaliação: 
Sinopse: Terrace House: Tokyo é uma série de televisão japonesa da franquia Terrace House, situada na ala de Setagaya, Tóquio, Japão. Ela estreou no Netflix no Japão como original da Netflix em 14 de maio de 2019.
Seis desconhecidos dividem uma mansão incrível em Tóquio e buscam o amor. Tudo sem roteiro. São eles que decidem o que vai rolar.
Minha Opinião: Acho que esse mês me premiei para assistir séries problemáticas, certo? Essa série (que não vai ter conclusão) faz parte da franquia Terrace House, que já comecei a assistir a temporada do Havai, mas não conclui, porém, no começo do mês apertei play nessa temporada e estava amando, até que no dia 23 de maio saiu a nota que uma das atuais integrantes do cast tinha cometido suicídio. O pior é que eu estava próximo do episódio da estréia dela na série. Fiquei pensando se deveria continuar, mas eu estava realmente gostando então continuei e me encontro sem palavras. Por conta do ocorrido a série foi cancelada. Acho justo, afinal foi cogitado que os motivos que a levaram a tirar sua vida foi decorrência  ao cyber bullying que sofreu por conta da série. É uma série ruim? Podemos dizer que como entretenimento não: mostra a cultura japonesa, pessoas reais que estão com medos e anseios, que precisam aprender muito e estão dispostos a amadurecer obtendo o feedback das pessoas. Por outro lado, a sociedade japonesa ainda é muito rígida com comportamentos femininos e questões raciais e isso pode fazer com que toda a experiência daquelas pessoas do cast fiquem comprometida, porque é difícil receber ódio das pessoas que se jugam com poder de opinar e destratar a vida do outro. Então, não considero uma série tão saudável porque nem todos vão assistir vão compreender o comportamento e a cultura daquelas pessoas e/ou vão se sentir no direito de julgar e apontar os defeitos do outro negligenciando todas suas qualidades.

Hospital Playlist (1ª temporada)
Título Original: 슬기로운 의사 생활 / Wise Doctor Life (Season 1)
Gênero: Comédia, Drama
Duração:  min  (12 episódios)
Ano: 2020
País de Origem: Coreia do Sul
Minha Avaliação: 💗
Sinopse: Todo dia é incrível para cinco médicos e seus pacientes nesse hospital no qual vida, morte e tudo o que acontece entre uma coisa e outra coexistem.
Minha Opinião: BERRO: EU AMO UMA SÉRIE. EU AMO ESSES ATORES. EU AMO ESSES PERSONAGENS. Já vi algumas pessoas comparando Hospital Playlist com Grey's Anatomy, como não assisti essa última, não posso opinar, mas queria dizer que tem gente fazendo essa comparação. O fato é que a série mostra o cotidiano de cinco amigos médicos especialista que desde os tempos da faculdade estão próximos e apoiando um ao outro em suas conquistas, mas não é só isso, acompanhamos também o cotidiano desses médicos no hospital e como a profissão não tem nada de glamour, mas que é uma verdadeira responsabilidade que mexe constantemente com o emocional de todos. Para completar, também acompanhamos a vida pessoal desses amigos, seus medos, anseios, desafios e desejos. Tudo isso com um toque especial: música, pois esses amigos tem uma banda! Eu me vi apaixonada por todos e pelas histórias de cada um individualmente. Por diversas vezes chorei e ri e shippei muito tudo isso. A SEGUNDA TEMPORADA FOI CONFIRMADA e já estou com o coração saltitando. É aquela série para aquecer o coração. Para a próxima temporada as expectativas é de que algumas respostas venham por aí, porque, sim, temos algumas perguntas que ficaram pairando no final. QUERO COM MUITA FORÇA QUE MEU SHIPPE SE TORNE REAL. SOCORRO!!!!


Mês de Abril lembro que só assisti dorama, então no mês de Maio me esforcei para variar mais as séries e como vocês viram, consegui!
Agora me digam quais séries você assistiu em Maio? Conhece as séries que falei ou tem interesse em assistir alguma delas? Não deixem de me dar um feedback.
Até o próximo post!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!