Resenha: “O Clã dos Magos – A Trilogia do Mago Negro (Livro 1)” de Trudi Canavan

Saudações Leitores!
Logo no lançamento desse livro já fui tomada por uma curiosidade muito grande, até porque amo muito livros de fantasia, mas por fazer parte de uma trilogia fui adiando a leitura para que os outros dois livros fossem lançados e assim eu poder começar a me aventurar pelas páginas, agora eis o resultado de minha primeira aventura: O Clã dos Magos.


O Clã dos Magos, Trudi Canavan, Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito, 2012, 446 pág.
Tradução: Robson Falchetti Peixoto

Originalmente publicado em 2001, The Black Magician’s Giuld, no Brasil O Clã dos Magos, é o primeiro livro d’A Trilogia do Mago Negro escrita pela australiana Trudi Canavan. Apesar de se tratar de uma trilogia composta por O Clã dos Magos, A Aprendiz e O Lorde Supremo (todos publicados no Brasil pela Novo Conceito), ela é acompanhada por um prequel cuja tradução livre é Aprendiz do Mago (não publicado no Brasil) e gerou uma outra trilogia não publicada no Brasil: The Spy Traidor (tradução livre: O Espião Traidor).
Desde o lançamento de O Clã dos Magos eu fiquei bastante curiosa, pois a proposta do livro me agradava e se caracterizava com o estilo de livros que gosto de ler, entretanto, esperei todos os três livros serem publicados para poder conferir a trilogia e, de antemão, já denuncio que a leitura do primeiro livro me agradou bastante.
No enredo somos apresentados a Sonea, uma favelada que mora em Imardin (que é como se fosse uma cidade de Kyralia, em linhas gerais Imardin faz parte de Kyralia) e por conta do Dia da Purificação – que é quando o Clã dos Magos colocam todos os indivíduos suspeitos: pobres, ladrões etc. para fora de Imardin e isso gera muita revolta na população e ao redor de Imardin constitui-se uma verdadeira favela com pessoas de todos os tipos e procedências.
Sonea e seus tios Jonna e Ravel são expulsos de Imardin, e Sonea na confusão encontra-se com seus amigos da gangue de Harrin e todos vão para a Praça Setentrional a fim de apedrejarem os Magos. Entretanto, nenhuma pedra é capaz de atravessar o escudo protetor que os magos projetam em seu entorno, mas Sonea movida pela raiva que tem dos magos projeta seu ódio numa pedra que cruza o escudo protetor e cai em um mago que desmaia.
Dessa situação gera um verdadeiro caos: como é possível haver um favelado com magia? Até então a magia só se apresentava dentro das Casas (acredito que seja a elite da sociedade). O que fazer com a garota que tem poderes? De fato, o medo de Sonea e de todos os favelados é tanto que não lhe resta outra opção a não ser fugir e se esconder. Com a ajuda de seus amigos Cery, Harrin e Faren (ladrão) ela tenta fugir, mas seus poderes crescem e ela não consegue controla-los. Enquanto Sonea tenta se esconder os magos: Lorde Rothen, Dannyl, Fergun e outros tentam encontra-la. Há uma verdadeira busca tanto na cidade quanto nas favelas.

"Na maioria das vezes temia por ela, mas ultimamente começara a temer estar perto dela. A magia que ela tinha escapara de seu domínio. Todos os dias, às vezes todas as horas, alguma coisa perto dela explodia, pegava fogo ou estilhaçava." (p.221)

Durante a leitura somos apresentados a todo esse mundo novo criado por Trudi Canavan, nomes novos, comidas novas (tudo vem explicado num glossário no final do livro). Também descobrimos muito sobre a personagem Sonea, cuja mãe morreu e seu pai lhe abandonou. Ficamos a par do porquê de todos terem medo do Clã dos Magos e do motivo de todos os anos terem o Dia da Purificação. Conhecemos como acontece a escolha dos magos e nos é apresentado superficialmente o Lorde Supremo Akkarin que apesar de pouca participação nesse primeiro volume da trilogia deixa todo um mistério e que percebemos que será um personagem com grande destaque nos volumes seguintes.

"Frustrada, ela desejou, como muitas vezes desejara antes, nunca ter descoberto seus poderes. Eles tinham arruinado sua vida. Tinham-na quase matado. Tinham-na obrigado a sentir-se grata aos odiosos magos por salvarem sua vida. Só queria ficar livre deles." (p.355)

Em uma palavra O Clã dos Magos apresenta um novo e único universo e que no primeiro contato pode parecer estranho até o leitor se acostumar com as terminologias e outros detalhes. O livro é dividido em duas partes, confesso que a primeira parte é um pouco lenta, mas a escrita elétrica da segunda parte do livro compensa tudo.
No final do livro temos várias informações extras como um guia de gírias das favelas, um glossário e mapas. São ferramentas úteis para o leitor. Entretanto alguns pontos me incomodaram em relação a tradução e também em relação a revisão que tem vários erros, mas compreendo bem que podem ser corrigidos em edições posteriores.
No geral o livro me deixou bastante envolvida e desejando loucamente ler a continuação, acredito que leitores fãs de fantasia irão adorar ler O Clã dos Magos e, independente da idade, este livro pode encantar a qualquer leitor.

Camila Márcia

7 comentários:

  1. Trilogia muito boa, Mila, fiquei bastante surpreso quando comecei a ler porque não botava fé, mas me surpreendi muito.

    ResponderExcluir
  2. Mila, fico feliz que tenha gostado de O Clã dos Magos, já que, como você sabe, sou muito fã da trilogia. Apenas a primeira parte desse livro não me agradou, já que a perseguição se tornou muito chata, mas a partir do segundo livro é difícil encontrar algo que não agrade :x
    Em relação a tradução e revisão, a tradutora do segundo livro é outra e as coisas estão melhores, assim como a própria revisão. O grande problema é que, nos três livros, o mapa tem traduções erradas ¬¬

    Espero que goste dos próximos livros. Em breve vou postar um especial sobre a trilogia no blog \o/
    Beijos
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir
  3. Não estava interessada nesta série, gosto mais de romances românticos, mas começo, aos poucos, a sair da minha zona de conforto e me aventurar por leituras que anteriormente não fazia. Essa trilogia pode ser um dos meus próximos passos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ótima resenha Mila, estou bastante curiosa por essa trilogia que além de ser de fantasia foi pulicada pela Novo Conceito, eu amo os livros da Novo Conceito.

    ResponderExcluir
  5. Oi Camila.
    Eu to com esse livro no Kindle aguardando a leitura, já tenho a trilogia, mas
    a lista de leituras está tão extensa que não consigo chegar a ele.
    Desde o lançamento tenho curiosidade em conhecer essa história a fundo, e sua resenha só veio despertar mais essa curiosidade.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  6. Tenho lido muitas resenhas positivas, assim como a sua, isto tem me despertado muito interesse, já que no principio eu não tinha,mas sinceramente, eu não curti as capas desses livros da trilogia, acho que mereciam ser mais bonitas.

    ResponderExcluir
  7. Para quemjá queria ler esse livro e acaba lendo a sua resenha é motivo de piração né lindinha? Quero muito, estou participando da promo aqui no seu blog para ver se ganho, espero muito ganhar.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!