Resenha: “Poética” de Ana Cristina Cesar

Saudações Leitores!
Quando soube do lançamento de Poética quase enlouqueci com a necessidade de ler este livro, eis que solicitei à parceira Companhia das Letras que, gentilmente, cedeu um exemplar para a resenha. Estou muito agradecida. Infelizmente, meu exemplar não chegou em boas condições, os Correios nem sempre são cuidadosos com nossos pacotes, mas enfim, o que conta é o conteúdo e o que me fez sentir, esta parte vocês ficam sabendo na resenha abaixo.

Poética, Ana Cristina Cesar, São Paulo: Companhia das Letras, 2013, 504 pág.

Poética trata-se de um livro com as obras de Ana Cristina Cesar ou simplesmente Ana C.. Ana era uma poetisa e tradutora carioca vinculada a Poesia Marginal, portanto um dos nomes marcantes da geração mimeógrafo. Carioca, nasceu no ano de 1952 e suicidou-se aos 30 anos, em 1983, atirando-se pela janela do apartamento do oitavo andar.
Este livro contempla as publicações de livros e também inéditos. Temos: Cenas de Abril, Correspondência Completa, Luvas de Pelica, A Teus Pés: prosa/poesia, Inéditos e dispersos: poesia/prosa, Antigos e Soltos: poemas e prosas da pasta rosa, Visita à Oficina.
Poética em uma palavra é: Lindo. Temos as poesias e prosas de uma escritora que marcou a história da literatura brasileira e que cultivou uma forma peculiar de escrever, poesias/prosas que retratam o singular comum, cenas cotidianas e pensamentos fugazes ou não, Ana C. fala descaradamente de sentimentos pulsantes que não são vistos, mas sentidos, fala do âmago da alma.
Sua forma de escrever que, muitas vezes, parece um devaneio desordenado, mostra cenas e lapsos de vida, vida que vem acompanhada de morte, porque viver é estar a um passo de morrer. Vida comum, embebidas de comportamentos amorosos, tensos e raivosos.
A poesia/prosa de Ana C. é completamente atraente para os que se dispõem a ler e reler várias vezes, muitas vezes não conseguimos chegar ao âmago do que está dito se não nos propusermos a reler o que está escrito, repito: uma escrita singular.
Só posso dizer que foi uma surpresa boa conhecer a obra de Ana Cristina Cesar, pois até então não tinha lido nada da escritora, mas a li com carinho e muitas coisas ficaram, sobretudo uma vontade imensurável de falar da poesia de voz feminina, fazer um estudo da obra de Ana C. talvez eu encare o desafio!
Quero falar um pouco sobre o trabalho estético maravilhoso que a Companhia das Letras realizou em Poética, o livro tem ilustrações da própria Ana C., tem ilustração de páginas escritas manualmente por Ana e as letras do livro não são da cor padrão de todos os livros: pretas; elas são azuis!
Para finalizar, não sei se a poesia/prosa de Ana C. é para qualquer tido de leitor, possivelmente muitos irão gostar, mas uma boa quantidade de pessoas não irá. Acredito que Ana C. deve ser lido principalmente por quem gosta de poesia, mas não qualquer principiante na arte da sensibilidade em versos...

Camila Márcia

8 comentários:

  1. Muito boa a resenha Mila, estou interessada por essa leitura.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mom,
      Super indico este livro... mas ele tem que ser degustado e apreciado... é para ser uma leitura calma e paulatina... sem pressa.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Ótima resenha, não conhecia o livro, mas depois de sua resenha me interessei!

    Adorei o blog, estou seguindo! Segue de volta? :D
    http://livroinfinito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila,
      Somos seres sensíveis, então acredito que poesias deve agradar muitas pessoas. Espero que possa ler Poética.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Só conhecia o livro pela capa, mas é a primeira vez que leio alguma resenha dele. Sou suspeita a expressar minha opinião uma vez que sou apaixonada por poesia e prosas poéticas. Coletâneas assim, de modo geral, realmente não agrada todo mundo. A pessoa tem que ter uma sensibilidade a mais por se tratar de uma linguagem mais subjetiva. Ótima indicação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com suas colocações Mallu, acho uma leitura bem subjetiva e elevada... poesias são transcrições de alma e sempre são mais complexas para entendimento e identificação... mas para quem gosta - como nós - são uma perfeita leitura, como uma sobremesa após um livro de prosa.
      Muito obrigada pela visita e comentário.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  4. Eu estou com muita vontade de comprar este livro. Para isso promeiro estou fazendo uma busca de resenhas que possam me ajudar a decidir se compro ou não. Gostei da resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana,

      Estou feliz por você ter gostado da minha resenha, isso é muito importante para mim.
      Se você o comprar fará uma excelente aquisição.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!