Resenha: “Os Últimos Preparativos” de Maggie Shiptead

Saudações Leitores!
Confesso que o que mais me chamou atenção em Os Últimos Preparativos* foi a capa e o título, então quando li a sinopse fiquei bem curiosa, a pessoa que escreveu a sinopse fez um bom trabalho, tão bom que me convenceu que o livro era de um jeito, mas foi completamente diferente do que eu imaginei que fosse, entenda o que estou querendo dizer na resenha abaixo:


Os Últimos Preparativos, Maggie Shiptead, Rio de Janeiro: Record, 2014, 336 pág.
Tradução de Julián Fuks

Seating Arrangements que ao pé da letra em sua tradução seria mais ou menos como “Arranjo de lugares/assentos” acabou sendo traduzido por Os Últimos Preparativos que, devo admitir, ficou bem mais interessante e TUDO a ver do que o título original.
Acredito que criei algumas expectativas com esse livro, estava imaginando uma história completamente diferente do que a que encontrei em Os Últimos Preparativos, pela sinopse, imaginei-o cheio de romance e comédia, mas me enganei redondamente e isso tornou a leitura tremendamente maçante e enfadonha para mim.
De antemão preciso dizer que a história se passa em um final de semana de preparativos para o casamento de Daphne, filha de Winn Van Meter – isto é o livro se passa em três dias, de quinta-feira, sexta-feira e sábado (o dia do casamento). Todos os convidados são recebidos na ilha de Waskeke e os convidados mais íntimos ficam hospedados na casa dos Van Meter a fim de fazerem as provas das roupas, maquiagens, unhas, lugares nas mesas e todos os preparativos que uma festa de casamento exige.
No meio de tanta gente reunida é claro que vão acontecer escândalos e situações improváveis, mas que são comuns em todos os casamentos. Logo a família Van Meter é uma família elitista que está preocupada em aparentar ser o que não é e escândalos não são bem-vindos, portanto muita coisa que vai acontecer será tomada por escandalosa.
Na verdade, Winn cogita ser infiel a esposa com Agatha a amiga da sua filha, e Lívia – a irmã da noiva e filha de Winn – esta passando por um término de relacionamento doloroso e quer provar que estar por cima, mas acaba fazendo as piores tolices nesse fim de semana.
Depois desse breve resumo do que se trata o livro conseguem entender o motivo da minha curiosidade? A história tinha tudo para ser engraçada, mas infelizmente algo saiu muito, muito, muito errado. O primeiro erro foi a construção dos personagens: frios, vazios e desinteressantes. O segundo erro diz respeito à narrativa maçante e psicológica demais, onde poderia haver mais ação e momentos engraçados. O terceiro erro se trata de um romance que definitivamente não existe e tudo parece girar em torno de sexo, poder e status. O quinto erro se refere ao final previsível pelo andar da carruagem.
Quais os motivos para ler Os Últimos Preparativos? Apesar dos pesares achei que Maggie Shiptead escreve muito bem, portanto, deve levar o crédito quanto à escrita, não é uma leitura fácil e que quer se fazer entender, é uma escrita sutil e psicológica.
Narrativas psicológicas são bastante difíceis porque necessitam ligar as ideias e os fios não podem ficar soltos. A autora consegue ligar todos os pontos, tudo fica com respostas. E conseguimos visualizar bem o interior dos personagens, mas infelizmente ver e entender os personagens não os tornou reais, a autora teve sérias dificuldades em imprimir emoções em suas palavras.
Contudo, mesmo reconhecendo isso, não tenho palavras para dizer o quanto esse livro foi uma leitura frustrante, até mesmo os elementos que deveriam ser surpresa não salvaram o livro e, acredito, Os Últimos Preparativos encalhou tal qual a baleia que encalhou na praia em um dos momentos dessa narrativa.


*Esse livro foi cortesia da Editora Record, para saber mais clique AQUI.

2 comentários:

  1. Olá Mila! Tudo bom? :D

    Confesso que nunca ouvi falar desse livro, mas foi ótimo ler a sua resenha, pois assim já sei que não posso comprá-lo! Pela sinopse, também esperaria um livro leve e divertido, um chick-lit... Uma pena que a autora não soube construir isso :/
    E eu simplesmente odeio quando não consigo me conectar com os personagens! rs.
    Adorei a resenha :3

    Beijos,
    Ana M.
    www.vicioemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana,
      Não é que o livro seja de todo ruim, simplesmente não consegui me conectar a ele, na verdade até o achei muito bem escrito, só que não me fisgou.
      Obrigada pela visita e comentário.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!