Resenha: “Noites de Tormenta” de Nicholas Sparks

Saudações Leitores!
Só tenho uma coisa a dizer sobre Noites de Tormenta* eu amo esse livro e nunca vou esquecer o que senti ao lê-lo a primeira vez, aliás... tem um filme desse livro que é muito bom também e já falei dele aqui no blog (AQUI), não sei quantas vezes o Nicholas Sparks é capaz de quebrar meu coração, mas todos os livros que já li dele eu fico assim: destruída...  


Noites de Tormenta, Nicholas Sparks, São Paulo: Arqueiro, 2015, 176 pág.
Traduzido por Maria Ciara de Biase

Nights in Rodanthe no Brasil Noites de Tormenta foi um dos primeiros livros que li do Nicholas Sparks (a primeira vez que o li faz muito tempo, resenha AQUI) e, acredito, que nenhum outro livro do autor tenha me encantado tanto.
Esse livro tem uma história incrivelmente sedutora, madura e com personagens incríveis e que mesmo feridos são determinados e se dão uma oportunidade de viverem intensamente cada momento.
Acredito que a Adrienne é a minha personagem preferida de todos os livros do Nicholas Sparks, achei-a tão singular. O personagem masculino, Paul, também foi incrível e absolutamente bem desenvolvido, de modo que o leitor se encanta com ambos.
Tanto Adrienne quanto Paul tem uma história familiar antes de se conhecerem e estão a ponto de desmoronar. Quando se conhecem algo grande e lindo passa a acontecer, mas nem tudo termina bem.
Já faz algum tempo que li esse livro pela primeira vez, mas a história continua me emocionando. Definitivamente, não sei ler um livro do Nicholas Sparks sem me envolver pessoalmente com o que estou lendo, é como se eu estivesse ali, dentro da história.
Como estamos falando de Sparks, é natural termos surpresas que abalam nossa estrutura, mas que nos faz refletir, então o livro é incrível. É como um conto de fadas (príncipe encontra princesa e se apaixonam) só que sem o final feliz.


*Esse livro foi cortesia da Editora Arqueiro, para saberem mais sobre ele basta clicar AQUI.

4 comentários:

  1. Menina, não sei qual o meu problema com o tio Nick, mas acho seus enredos tão cansativos.
    Li Noites de Tormenta mas não senti nenhuma emoção marcante :(

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vixiiiiiii Paty,

      Estou chocada... mas é assim mesmo, acho que essa é a magia dos livros: há uns toca profundamente e a outros não... acho até fascinante quando isso acontece.
      Para mim, Noites de Tormenta, é um dos meus favoritos do tio Nick.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Oi Mila!
    Ai ai Sparks. Eu tenho alguns probleminhas com o drama dele, acho que peguei um livro não tão bom pra ler e agora tenho o pé atrás com a narrativa. Mas AMO o filme Noites de Tormenta - não sei quão boa foi a adaptação, tho. Algum dia lerei só pela paixão pelo filme!
    Essa falta de finais felizes sempre me quebra HUUHASUHASUHSAUHASHUASUH
    Adorei sua resenha *-*

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que sim, Denise... essa falta de finais felizes é destruidora, mas também é emocionante, porque ele lida com sentimentos reais, histórias que poderiam ser reais... isso me deixa fascinada.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!