Resenha: "A Garota Perfeita" de Mary Kubica

Saudações Leitores!
Hoje estou super empolgada pois trago a resenha de A Garota Perfeita que se trata de um livro que amei demais ler e me deixou bastante surpresa e agora quero compartilhar com vocês!
>>> Saiba mais sobre o livro AQUI.


A Garota Perfeita, Mary Kubica, São Paulo: Planeta do Brasil, 2016, 336 pág.
Traduzido por Fal Azevedo


The Good Girl (2015), no Brasil, A Garota Perfeita, foi escrito por Mary Kubica,  a escritora é também autora de outros romances ainda não publicados no Brasil: Pretty Baby e Don't You Cry, no entanto, espero que sejam publicados em breve, pois Kubica se mostrou uma escritora fantástica em escrever thriller psicológico e romance policial.

Fiquei bastante empolgada durante toda a leitura desse livro, pois A Garota Perfeita se mostrou inusitadamente instigante e misterioso. Desde o começo do livro você sabe - mais ou menos - sobre como se desenrolou a história, mas não sabe como aconteceu de fato, portanto, o livro inteiro será delineando e desenrolando intricados acontecimentos e mistérios. 


Do que se trata o livro? Bem, Mia, a filha de um ilustre juiz, desaparece e quando familiares e amigos percebem isso informam aos detetives que começam as buscas em tentativa de encontrarem Mia (viva ou morta), pois suspeitam de sequestro, nesse ínterim, acompanhamos a história através da perspectiva de Eve, Colin e Gabe em tempos de "Antes" e "Depois" do sequestro, ou seja, passado e presente. 

Eve é a mãe de Mia e se sente culpada por ter sido tão fria e passiva durante a criação da filha, pois mesmo a amando, nunca chegou a demonstrar seu amor. Colin é o sequestrador que conta como e porque sequestrou Mia, como a levou para a cabana e a manteve prisioneira e o que fez com ela, ou seja, ficamos a par do que acontece com a personagem durante o cativeiro. Gabe é o detetive responsável para coletar pistas e investigar pessoas que possam ter se envolvido no sequestro.


O mais interessante em A Garota Perfeita é essa forma de narrar de Mary Kubica, pois, de certa forma, ficamos sabendo de vários detalhes sobre o que aconteceu antes do sequestro, durante e depois. Tudo o que a família de Mia e a própria Mia passaram. É assustador também acompanhar a frieza de alguns personagens e a dor profunda de outros, além do próprio medo do que possa acontecer com Mia.

O fato é que as coisas vão acontecendo naturalmente e parece, ao leitor, que tudo está delimitado: quem é vilão e quem é mocinho na história; quem está mentindo e quem fala a verdade, no entanto, magnificamente Kubica surpreende seus leitores e isso pode vir a agradar - ou não - porque é meio chocante o destino que a história tomou, eu mesma fiquei abalada e com cara de quem foi trolada pela escritora, pois já não tinha dúvidas e de repente fui surpreendida. Adoro quando isso acontece embora demore bastante tempo para "digerir" o que aconteceu.

Lembro que fiquei assim com essa mesma cara de "trouxa" após terminar outro livro: Filme Noturno (de Marisha Pessl), que adorei, assim como aconteceu dessa vez. Amo quando sou surpreendida pelo escritor, quando de forma inteligente um escritor(a) consegue dar uma guinada de 360 graus e deixar os leitores abalados e se perguntando: "Como não pensei nisso antes?", "Como não vi isso?".


Aliás, algo bem curioso aconteceu comigo quando estava lendo esse livro num lugar público - estava na metade da obra, mais ou menos - e um amigo repetiu o título do livro e completou: "não tem como essa garota ser perfeita, basta olhar para a forma como esse título está escrito", no momento fiquei bastante surpresa com a percepção que ele teve somente em ler o título e olhar a forma "avessa" que algumas letras são escritas, mas no fundo não dei muita importância, contudo, no final vi que o pequeno detalhe fez sentido. E isso foi bastante curioso porque lembrei do que meu amigo tinha dito.

Sério, A Garota Perfeita foi um dos melhores livros que já li este ano, porque conseguiu me surpreender enormemente. Fugiu ao padrão, ao conceitual, ao rotineiro, alguns valores foram invertidos e aparências foram jogadas por terra. Se você curte livros assim, thrillers psicológicos, e romances policiais você DEVE ler esse livro!

6 comentários:

  1. Oi Mila, tudo bom?
    Eu passei por esse livro na livraria outro dia e achei a capa maravilhosa! Não conhecia a história, mas adoro um bom suspense. Quando envolve sequestros e a autora consegue criar essa tensão e o mistério é tenso de se ler!
    Detalhes da capa que importam na história são amor demais <3
    Que bom que foi uma leitura legal! Adorei sua resenha e estou guardando a indicação pra comprar futuramente.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise!

      A capa desse livro é muito linda e tem tudo a ver com a história.
      Eu já me tornei suspeita para indicar já que só consigo amar esse livro, mas mesmo assim super indico: Fabuloso!

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Olá! A premissa desse livro é muito boa. Adorei sua resenha e suas fotos são lindas! Parabéns.

    Não conhecia seu blog, mas adorei e já estou seguindo! Convido você para conhecer o meu cantinho também (http://psamoleitura.blogspot.com.br). Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofo!!!!!

      Obrigadaaaaa

      Vou, sim, passar no seu blog e deixar comentário.
      OMG, se vc gostou da resenha imagina do livro? Leiiaaaaaaa!!

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. O mais incrível de tudo foi lê-lo e depois poder comentar com você, nossos audios indgnados gritando: COMO ASSIM? Hahahaha
    A autora foi muito feliz nas escolhas que tomou no desenvolvimento da história, realmente incrível.

    Beijo, minha Mila. Love u!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha Anaaaaaaaaaaaaa,

      ótimo dividir opiniões e áudios-pitis com você, imagina o trote que essa escritora deu em nós? putz... falei um monte de palavrão.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!