Série: Os 13 Porquês (13 Reasons Why) (1ª Temporada)

Saudações Leitores!
Fiquei pensando se deveria falar sobre essa série, já que tantos sites, blogs, revistas, etc já falaram, mas acho que cada pessoa que assiste tem uma experiência particular e se ela se sentir bem em falar sobre, tudo bem falar: tudo bem ser mais um blog falando sobre o mesmo assunto.

Os 13 Porquês
Título Original: 13 Reasons Why (Season 1) 
Roteiro: Brian Yorkey
Direção: Carl Franklin, Gregg Araki, Helen Shaver, Jessica Yu, Kyle Patriack Alvarez, Tom McCarthy
Duração: 716 min.
Gênero: Drama, Mistério
Ano: 2017
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: "Por que uma garota morta mentiria?"
Baseada no best-seller de Jay Asher, a série original Netflix, 13 Reasons Why, acompanha Clay Jensen que, ao voltar da escola, encontra uma caixa misteriosa com seu nome na porta de casa. Dentro dela, ele encontra fitas-cassetes gravadas por Hanna Baker - sua colega de classe e paixão secreta - que cometera suicídio duas semanas antes. Nas fitas, Hanna explica as treze razões que a levaram à decisão de acabar com a própria vida. (Fonte: Filmow)
Demorei um mês, ou melhor, mais de um mês para vir falar dessa série que se trata de uma adaptação cinematográfica do livro Os 13 Porquês, já resenhado, AQUI, no blog.

Por que demorei tanto para falar sobre a série? Antes dela ser lançada fiz um post AQUI, falando sobre minhas expectativas e posso dizer que foram absurdamente alcançadas de diversas formas:
1. A série soube abordar todos os temas importantes presentes no livro;
2. A adaptação foi tão real que encontrei dificuldade em separar realidade de ficção e sofri junto com os personagens;
3. Os atores foram absolutamente perfeitos na caracterização de seus personagens;
4. A fotografia e a atmosfera presentes na série são as mesmas que sentimos ao ler o livro;
5. A série abordou temas que inquietaram as pessoas e as fizeram debater sobre o assunto.
Vale lembrar que Os 13 Porquês, sem dúvida, é uma série tão crua que se torna um gatilho para quem já sofreu bullying ou depressão, isto é, necessita-se cautela ao assistir, nem todos estão aptos porque é chocante.

Assim que a série foi lançada (31 de Março de 2017) vi gente devorando episódio atrás de episódio como se estivessem devorando um Mc Lanche Feliz, mas eu não fui uma dessas pessoas. Na verdade passei mais de 13 dias para assistir a série, porque eu não conseguia assistir mais que um episódio por dia, pois eu ficava angustiada, e tinha episódios específicos que eu não conseguia assistir inteiros de uma vez só, eu precisava pausar e terminar em outro dia. Ficava com o coração apertando e uma angústia indescritível.
Ah, Camila, por que você teve que assistir tão pausadamente? Seguiu os passos do Clay ao ouvir a passos de tartaruga as fitas? SIM, foi exatamente isso, provavelmente senti a mesma angústia que o personagem, porque refletiu em mim várias coisas, me remeteu a várias lembranças. Leitores queridos, já sofri bullying (acho que todos já sofremos em algum momento), mas tive uma somatória: sofri  de depressão também e, lamento dizer, embora tenha tratamento, não tem cura, pois de tempos em tempos ela volta... às vezes leve, às vezes forte... é uma luta diárias para não nos deixarmos abater por palavras e gestos ou pela nossa mente que as vezes vê ou interpreta coisas que não deveriam ser vistas/interpretadas de tal forma. Lembro que ao ler o livro, também fiz uma leitura bem pausada, não conseguia ler muitas páginas de uma vez... incrivelmente essa experiência se repetiu durante a série. Foi uma surpresa.

O fato é que essa série pode, sim, ser um gatilho para pessoas que sofrem ou já sofreram bullying e depressão, portanto, assistí-la pode não ser a melhor opção, mas as demais pessoas, sim! Temos que aprender a falar sobre o que incomoda, abala, angustia, temos que ter essa visão de perto sobre um sofrimento real que a pessoa sofre dentro de seu psicológico. A cabeça, a mente da gente, é um mundo e ele pode ser livre ou uma jaula, temos que aprender a abrir portas ao invés de trancá-las.
Acho que, mesmo diante de tantas criticas (positivas e negativas) Os 13 Porquês cumpriu um papel social muito grande: pessoas pararam para assistir, ler, refletir e comentar sobre um assunto que - mesmo sabendo que existia - não era discutido em grande proporção como agora.

Acredito que esta adaptação ficará na história como uma das melhores que existiram. Polêmica. Bem feita. Boa Fotografia. Bons atores. Todo o conjunto em total harmonia.

É uma história triste, não tem final feliz, mas todos os personagens ficaram com um aprendizado, não é? E todos que assistiram também!
Sobre o roteiro ter mudado algumas coisinhas: normal né? Então não vou me deter em falar das diferenças entre livro e série. Só posso dizer que a série conseguiu dar vida aos personagens e situação presente no livro de forma artística e real, incluindo a atmosfera depressiva, o medo e a desilusão. São sentimentos reais. 

Confesso, no entanto, que me incomodou o final, pois foi diferente demais do presente no livro e foi tão aberto que deu a possibilidade de se pensar numa segunda temporada - como de fato já foi até confirmada pela própria Netflix - mas, não sei como será de agora em diante já que não será mais uma adaptação de livro (não existe um segundo livro) e os roteiristas poderão dar o rumo que quiserem. Não sei o que esperar, não sei o que sentir - por enquanto - só resta esperar...
Não vou indicar a série, porque não sei se é justo indicar uma série com tantos vilões (ali para mim todos tem uma parcela de culpa), acho que às vezes, pegamos uma série ou um livro para fugir da realidade então indicar Os 13 Porquês me angustia porque é uma série tão realista que  me faz pensar o quanto temos o poder de transformar a vida das pessoas ao nosso redor e dá medo de, ao invés de ajudá-los a subir, podemos estar derrubando, às vezes sem saber...

Enfim, se você vai assistir tente refletir sobre e seja racional, é doloroso, talvez não deva assistir sozinho, nem ficar sozinho e nem assistir todos os episódios de uma vez... Se trate com carinho, não seja um porquê, mas também não deixe que alguém o seja também.

2 comentários:

  1. eu terminei ontem de ver! e que série boa, eu que não sou ligada nesse formato me vi bem presa ao enredo e curti, curti bastante e quero pra ontem essa segunda temporada
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu também procuro evitar temas que me angustiam, mas como você disse , todo tipo de leitura é um aprendizado...o livro foi bem resenhado..parabéns

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!