SOCIAL MEDIA

Mostrando postagens com marcador Séries x Livros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Séries x Livros. Mostrar todas as postagens

Saudações Leitores!

Já assisti essa série faz um tempinho, mas somente agora vim falar o que achei dessa série, já antecipo dizendo que AMEI e fiquei nas nuvens querendo muito viajar para a Espanha, por outro lado, tem algumas particularidades dessa série que eu queria comentar, então espero que acompanhem a postagem.

Além disso, resolvi falar dessa série aqui no blog porque ela é uma adaptação de uma série de livros (que infelizmente ainda não tem no Brasil) e aparentemente essa primeira temporada foca no primeiro volume chamado En Los Zapatos de Valeria escrito por Elísabet Benavent.

Valéria (1ª temporada) (Série)

sexta-feira, 17 de setembro de 2021


Saudações Leitores!
Sempre que sei que algum livro vai sofrer adaptação (pra filme ou série) e que esse livro me despertou o interesse de leitura, procuro ler antes de conferir a série, para ter uma visão mais profunda e detalhada dos personagens e dos acontecimentos, porque sabemos que as adaptações nunca são fieis e deixam várias coisas de fora, certo?

Com isso em mente, tentei ler o livro bem antes da série, mas não consegui, então optei por esperar um pouco mais para assistir e ler o livro primeiro. Leitura feita (Resenha no Blog; Resenha no Canal). Série Assistida. Agora venho falar um pouco o que achei de Little Fires Everyhere (Pequenos Incêndíos por toda Parte).

Little Fires Everywhere (Série)

domingo, 28 de junho de 2020


Saudações Leitores!
Nem sei como foi que consegui chegar ao último episódio dessa temporada, cochilei, pausei zilhões de vezes, quase morri de tédio. Eu que estava tão empolgada para assistir, me sinto enganada e extremamente frustrada.

Portanto, essa crítica não será nada positiva, ou seja, se você já assistiu e gostou, irá me odiar pelo que vou escrever, mas foi isso o que EU ACHEI, o que EU SENTI, então, isso também quer dizer que você pode ter vivido ou viver uma experiência completamente diferente da minha em relação a Summertime. Vamos lá....

Três Metros Acima do Céu (Série)

terça-feira, 19 de maio de 2020

Saudações Leitores!
Mês de Janeiro basicamente só assisti duas séries, sendo que uma delas, consegui assistir várias temporadas... na verdade reassistir, mas enfim, explico tudo abaixo.

Séries Assistidas em Janeiro 2020

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Saudações Leitores!
Finalmente conferi a 3ª temporada de Outlander, mesmo já tendo algum tempo que li ao terceiro volume dos livros, adorei a adaptação, porém tenho algumas ressalvas que vou falar abaixo, espero que confiram.

Outlander (3ª Temporada)
Título Original: Outlander (Season 3)
Direção: Brendan Maher
Duração: 760 min (13 episódios)
Gênero: Romance, Drama, Fantasia, Ficção Científica
Ano: 2017
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: A terceira temporada de Outlander se baseia no livro 'O Resgate no Mar' da série literária 'A Viajante do Tempo', de Diana Gabaldon.
O terceiro ano começa mostrando as dificuldades de Claire em retornar ao ano de 1948, enquanto o seu casamento com Frank se complica sob a tensão de seu reaparecimento e sua gravidez de um filho de Jamie. Já no século 18, Jamie tenta reconstruir sua vida após a batalha devastadora de Culloden e a partida de Claire.

Série: Outlander (3ª Temporada)

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Saudações Leitores!
Na época eu li o primeiro livro, assisti a primeira temporada, li o segundo livro e fiquei aguardando para sair a segunda temporada, porém, o tempo passou e acabei adiando a série.
Porém lembro, com perfeição, como ficava em dúvida sobre como o segundo livro seria adaptado para a série e agora finalmente posso dizer para você o que achei da segunda temporada.

Outlander (2ª Temporada)
Título Original: Outlander (Season 2)
Direção: Philip John, Douglas Mackinnon, Metin Hüseyin, Mike Barker
Gênero: Drama, Romance, Fantasia, Ficção Científica
Duração: 780 min (13 episódios)
Ano: 2016
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: Claire e Jamie partem para a França determinados a se infiltrar na rebelião Jacobita liderada pelo Príncipe Charles Stuart, com o objetivo de impedir que a Batalha de Culloden aconteça. Com a ajuda de Jared, primo de Jamie e mercador de vinho local, o casal é lançado no mundo luxuoso da alta sociedade francesa, onde intrigas e festas são abundantes, assim como o poder político.

Série: Outlander (2ª Temporada)

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Saudações Leitores!
Vim falar hoje sobre uma das minhas séries - de livros e de TV - favoritas da vida que é Outlander, francamente não venho dar minha opinião dessa série assim que a assisti pela primeira vez, essa já é a segunda vez que assisto a primeira temporada e, acreditem, estou amando ainda mais a série.

Outlander (1ª Temporada)
Título Original: Outlander (Season 1)
Direção: John Dahl, Brian Kelly, Anna Foerster, Metin Huseyin
Duração: 1042 min (16 episódios)
Gênero: Fantasia, Romance, Drama, Ficção Científica
Ano: 2014
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: Claire Randall é uma enfermeira em combate em 1945. Ela é misteriosamente transportada através do tempo e mandada para 1743, e sua vida passa a correr riscos que ela desconhece. Forçada a se casar com Jamie Fraser, um cortês e nobre guerreiro escocês. Um relacionamento apaixonado se acende, e deixa o coração de Claire dividido entre dois homens completamente diferentes, em duas vidas que não podem ser conciliadas.

Um dos melhores romances de fantasia histórica de todos os tempos

Provavelmente essa é a  review de série mais difícil que já fiz até o momento neste blog, porque tentar explicar minha opinião e todos os sentimentos sentidos ao assistir Outlander é particularmente, difícil.

Uma das coisas que mais gosto dessa série é que cada temporada corresponde a um volume dos livros, portanto, essa primeira temporada corresponde ao livro Outlander: A Viajante do Tempo. Dito isso, vamos ao que interessa.

Aqui temos essa personagem: Claire, que ao viver uma segunda lua de mel com seu marido, visitando a Escócia, logo após a Segunda Guerra Mundial (1945), acaba viajando no tempo para uma Escócia de 1743, onde é muito perigoso para as mulheres e onde o exercito inglês infiltrado, é nesse "passado" que ela irá conhecer Jamie Fraser e viver inúmeras aventuras.

A série é uma obra de arte

Apesar de ter amado muito a primeira temporada de Outlander e reconhecer a arte em cada um de seus episódios, ainda assim a série é mais... resumida, por assim dizer, já que o livro é um pequeno calhamaço e a autora (Diana Gabaldon) é muito detalhista, a série temos alguns cortes, no entanto é muito fidedigna.

Em outras palavras: mesmo com os cortes e algumas sutis modificações em relação ao livro, Outlander é uma verdadeira obra de arte que não frustra nenhum fã, pelo contrário, faz com que fiquemos ainda mais envolvidos com o enredo e os personagens.

Até mesmo as cenas mais pesadas e cruéis, foram expostas de maneira esplendorosa na série, ou seja, se, como leitor, já sentimos angústia, nojo, medo, raiva, etc, durante a leitura, ao assistir, esses sentimentos são intensificados em gênero, número e grau.

Os atores tem uma química de tirar o fôlego e fazer nosso coração saltar pela boca

Antes de assistir Outlander, devo admitir que não conheci nenhum dos atores presentes na série, então não sabia exatamente o que esperar dele, porém, mesmo com as expectativas controladas a esse respeito fui absolutamente arrebatada pela atuações.

Além a química incontestável dos atores protagonista Caitriona Balfe e Sam Heughan, que deixam suas cenas de tirar o fôlego, temos uma química maravilhosa entre todos os atores que souberam, realmente, dar vida a seus personagens, incorporando suas características e personalidades.

Como fã, nesse quesito, não tenho do que reclamar, tenho até que louvar a escolha dos atores. Veja bem, quando vi a primeira vez a atriz Caitriona Balfe como Claire, eu não gostei fisicamente dele, porque não correspondia a imagem mental que eu tinha feito da personagem quando li o livro, entretanto, após sua atuação magnífica eu simplesmente aplaudi de pé e não consigo mais imaginar atriz melhor que ela.

Prepare o coração para as grandes emoções e surpresas

Mesmo tendo lido o livro anteriormente e me preparado psicologicamente para o que iria assistir, porque, é um livro potente, que não "protege" o leitor das atrocidades e injustiças, confesso que mesmo assim me surpreendi bastante com a forma como tudo foi exposto na série.

Em algum momento, na minha cabeça, pensei que algumas cenas não seriam tão claramente mostradas, mas me equivoquei, os diretores, roteiristas e produtores, tal como Gabaldon, em seu livro, não poupou seus telespectadores e entregou uma série bastante fiel e emocionante para os fãs.

Simplesmente, sempre que alguém pede recomendação de série desse estilo recomendo Outlander, e acho que sempre irei recomendar. Uma das melhores séries da minha vida!

Série: Outlander (1ª Temporada)

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Saudações Leitores!
Acho que sou suspeita para falar dessa série espanhola, pois gosto de séries históricas, de romances, de espionagem e O Tempo Entre Costuras tem tudo isso na medida certa, além disso eu já li o livro e amei, então...

O Tempo Entre Costuras
Título Original: El Tiempo Entre Costuras
Direção: Norberto López Amado
Duração: 853 min (18 episódios)
Gênero: Drama
Ano: 2013
País de Origem: Espanha
SINOPSE: A história começa no ano de 1934. Sira Quiroga (Adriana Ugarte) é uma jovem costureira um bairro tradicional de Madrid, que trabalhou toda a sua vida com sua mãe, Dolores (Elvira Minguez), na oficina de alta costura da Doña Manuela (Elena Irureta). Sira deixa Madrid meses antes do golpe de Estado de 1936 com um homem que ela mal conhece, Ramiro Arribas (Rubén Cortada), por quem estava loucamente apaixonada, deixando sua mãe sozinha. Juntos, eles viajam para o Marrocos e se estabelecem em Tânger. No início de sua estadia na cidade tudo indo muito bem, mas tudo muda quando Ramiro começa a distanciar-se dela e desperdiçar dinheiro. A vida de Sira toma um rumo inesperado por causa de Ramiro. Ela é forçada a mudar-se para Tetouan (então capital do protetorado espanhol no Marrocos), sozinha, grávida e com uma série de dívidas que mais tarde irá faturar. A política de protetorado e sua dívida a impedem de voltar a Espanha, mantendo-a nas proximidades da Candelária "La matutera" (Mari Carmen Sánchez), que logo descobre sua habilidade em costura e a ajuda a montar um oficina de alta costura, financiada de forma ilegal. Graças à oficina, Sira conhecer pessoas influentes como Juan Luis Beigbeder (Tristan Ulloa), o ministro dos Negócios Estrangeiros durante a primeira fase de Franco, a amante dele, Rosalinda Fox ( Hannah New), com o qual Sira entra em um relacionamento de amizade, Ramón Serrano, irmão de Franco ou o chefe de inteligência britânica na Espanha durante a Segunda Guerra Mundial, Alan Hillgarth (Ben Temple). Tais personalidades levará Sira a um compromisso inesperado em que as artes de seu ofício esconde algo muito mais arriscada, envolvendo-a numa situação na borda da legalidade.

Série: O Tempo Entre Costuras

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Saudações Leitores!
Finalmente temos o post sobre a segunda temporada de The Handmaid's Tale, que assisti no começo do mês, mas fiquei protelando para escrever, pois essa série mexe tanto com meus sentimentos que fica difícil organizar tudo para escrever, mas vamos lá: O que achei dessa segunda temporadas?

O Conto da Aia
Título Original: The Handmaid's Tale (Season 2)
Roteiro: Bruce Miller, Dorothy Fortenberry, Eric Tuchman, Kira Snyder, Yahlin Chang
Direção: Kari Skogland, Mike Barker
Duração: 718 min (13 episódios)
Gênero: Drama
Ano: 2018
País de Origem: Estados Unidos

SINOPSE: Vivendo no governo totalitário de Gilead, Offred (Elisabeth Moss) é uma Aia, forçada a viver pelo resto da sua vida com o propósito de procriar para os Comandantes com mulheres inférteis. Nesta apavorante sociedade, Offred precisa navegar entre os Comandantes, suas cruéis esposas, as domésticas Marthas e as próprias Aias - onde qualquer um pode ser um espião em prol de Gilead - com um único objetivo: sobreviver e encontrar sua filha que lhe foi tirada.

Serie: O Conto da Aia (The Handmaid's Tale) - 2ª temporada

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Saudações Leitores!
Claro que após ler O Conto da Aia no ano passado eu abraçaria a primeira oportunidade para assistir essa série que já tem duas temporadas disponíveis e a terceira quase sendo lançada. Vim falar um pouco sobre o que achei da 1ª Temporada da série.

O Conto da Aia
Título Original: The Handmaid's Tale (Season 1)
Roteiro: Bruce Miller, Ilene Chaiken, Margaret Atwood
Direção: Floria Sigismondi, Mike Barker, Reed Morano
Duração: 600 min (10 episódios)
Gênero: Drama, Ficção Científica
Ano: 2017
País de Origem: Estados Unidos

SINOPSE: A história acompanha a vida de Offred, uma criada na casa do líder da República de Gilead. Esta é uma sociedade totalitária onde a alfabetização foi proibida para as mulheres. Ela surgiu com a catástrofe ambiental e com o avanço da baixa natalidade. Tendo como base o fundamento religioso, esta sociedade trata as mulheres como propriedades do estado. Offred é uma das últimas mulheres férteis, o que a leva ser utilizada como escrava sexual com o objetivo de ajudar a repopular o planeta devastado.

Série: O Conto da Aia (The Handmaid's Tale) - 1ª Temporada

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Saudações Leitores!
Fiquei pensando se deveria falar sobre essa série, já que tantos sites, blogs, revistas, etc já falaram, mas acho que cada pessoa que assiste tem uma experiência particular e se ela se sentir bem em falar sobre, tudo bem falar: tudo bem ser mais um blog falando sobre o mesmo assunto.

Os 13 Porquês
Título Original: 13 Reasons Why (Season 1) 
Roteiro: Brian Yorkey
Direção: Carl Franklin, Gregg Araki, Helen Shaver, Jessica Yu, Kyle Patriack Alvarez, Tom McCarthy
Duração: 716 min.
Gênero: Drama, Mistério
Ano: 2017
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: "Por que uma garota morta mentiria?"
Baseada no best-seller de Jay Asher, a série original Netflix, 13 Reasons Why, acompanha Clay Jensen que, ao voltar da escola, encontra uma caixa misteriosa com seu nome na porta de casa. Dentro dela, ele encontra fitas-cassetes gravadas por Hanna Baker - sua colega de classe e paixão secreta - que cometera suicídio duas semanas antes. Nas fitas, Hanna explica as treze razões que a levaram à decisão de acabar com a própria vida. (Fonte: Filmow)

Série: Os 13 Porquês (13 Reasons Why) (1ª Temporada)

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Instagram