Resenha: "Wish (Vol.4)" de CLAMP

Wish (Vol.4), CLAMP, São Paulo: JBC, 2015, 185 pág.
Tradução: Karen Kazumi Hayashida
COMPRAR: Amazon

Saudações Leitores!
Para fechar finalizar a resenha de todos os livros da série Wish, hoje estamos aqui com o último volume Wish, Vol.4. Definitivamente, se você já leu o Vol. 1, Vol.2 e Vol.3 certamente tem de ler o Vol. 4 e saber como que terminou as aventuras dessa turma de humanos, anjos e demônios.

Quem leu minhas resenhas anteriores sobre essa série sabe que eu tive um estranhamento e desconforto inicial muito grande, mas que após a aceitação eu passei a amar a série de mangás e até já elegi meu volume favorito - que continua sendo o Wish, vol.3.

Mesmo gostando muito desse mangá eu NÃO recomendaria a leitura para qualquer faixa etária, além disso para quem não está habituado com os conceitos de mangás de gênero Yaoi pode haver o mesmo estranhamento que eu, então, talvez seja mais adequado ler outros gêneros de mangás para depois adentrar neste gênero específico, sabe?

Vou parar desse meu blá-blá-blá e vou ao que interessa: Wish, Vol.4 foi absolutamente surpreendente para mim, pois eu JAMAIS esperei o desfecho que houve, sendo bem honesta eu jamais imaginaria algo do tipo, falei na resenha anterior que tinha algumas teorias que estavam quase virando possibilidades, mas neste volume não aconteceu nada do que eu esperava, exceto o anjo Kohaku ter desobedecido a Deus e ter voltado para a terra para ficar com o Sr. Shuichiro. Pelo andar da carruagem até um bebe que não consegue falar suporia que isto aconteceria.  (estou rindo da minha própria piada sem graças, porque sim, sou dessas)
Tudo bem que o Plot Twist me surpreendeu demais, mas não consegui "comprar" a ideia e, consequentemente, não foi possível me apegar a ideia apresentada, mesmo que tudo tenha ficado tão lindamente explicadinho, inclusive as punições de Deus e o fato das suspeitas do filho do rei-demônio, Kokuyou, terem sido esclarecidas.

Então, ao finalizar Wish, Vol.4 fiquei com um sentimento ruim do tipo "gostei de tudo menos do final" e isso é bom e ruim... até o a fato de eu ter gostado de todo o mangá menos do desfecho foi uma incrível surpresa e é bom ler algo que nos surpreenda, sabe? Mas tipo pelo andar do desenvolvimento era para ser tudo fofo, lindo e uma chuva de Kawai, mas senti que até aquele desfecho era uma punição de Deus mesmo, uma força de deixar os personagens e inclusive os leitores numa especie de purgatório, na expectativa...

Para finalizar, foi o que tinha que ser, não é mesmo? E no geral gostei muito do mangá e para quem gosta de mangás deestilo Shoujo e gênero   Yaoi  bem fofinho esta série é extremamente cativante e pode ser uma excelente escolha.


0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!