Resenha: "As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian (Crônica 4)" de C.S. Lewis

As Crônicas de Nárnia (Volume Único), C.S. Lewis, São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009, 752 pág. 
Crônica 4: Príncipe Caspian (289-396 pág)
Tradução: Paulo Mendes Campos
Ilustração: Pauline Baynes
COMPRAR: Amazon

Saudações Leitores!
Príncipe Caspian é a quarta crônica de As Crônicas de Nárnia, por aqui já tem resenha das precursoras: O Sobrinho do Mago; O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa; e de O Cavalo e Seu Menino.

Apesar de Príncipe Caspian ser a quarta crônica - na ordem cronológica dos acontecimentos - escrita por C.S. Lewis ela traz várias surpresas, na verdade, cada crônica tem evoluído bastante e o mais legal é que nenhum é clichê ou previsível. Ou seja, por mais que eu me prepare para a crônica seguinte sempre vou me surpreender tanto com os acontecimentos, quanto com o surgimento de novos personagens, além de fatos históricos sobre o próprio universo de Nárnia.

A maior surpresa, para mim, em Príncipe Caspian creio que foi a forma como os irmãos Pevensie (Pedro, Susana, Lúcia e Edmundo)foram parar em Nárnia, pois desta vez estão numa estação de trem quando são transportados misteriosamente para Nárnia.

Detalhe, que eles atendem um chamado do Príncipe Caspian, que tocou a trombeta de Susana - trombeta que deve ser tocada apenas nos momentos de mais necessidade, pois aparece uma ajuda inesperada - no caso, a ajuda é dos quadro irmãos e antigos reis de Nárnia.
"_Não seria medonho se um dia, no nosso mundo, os homens se transformassem por dentro em animais ferozes, como os daqui, e continuassem por fora parecendo homens, e a gente assim nunca soubesse distinguir uns dos outros?"
Quando os irmãos vão parar em Nárnia eles se deparam com uma grande transformação: o universo Narniano, já não é mais o mesmo. Os animais não falam, a maior parte dos habitantes originais de Nárnia estavam extintos e Cair Paravel está em ruínas e quase irreconhecível.
Todo esse destroço em Nárnia, foi resultado da invasão Telmarina. No entanto, o Príncipe Caspian, junto com outros habitantes originais de Nárnia, vão emplacar uma guerra com o atual rei de Telmar que domina Nárnia, Miraz (que é tio de Caspian) a fim de tentarem retomar Nárnia e torná-la como nos tempos dourados (os tempos em que reinaram Pedro, Susana, Lúcia e Edmundo).
"_ Isso quer dizer_ prosseguiu Edmundo _ que quando se está fora de Nárnia a gente perde toda a noção de como o tempo passa aqui. Por que então havemos de achar impossível que em Nárnia tenham passado centenas de anos, enquanto para nós passou apenas um?"
Infelizmente, o exercito do Príncipe Caspian está em desvantagem e minoria, além de muitas das histórias de Nárnia terem se perdido e se tornado lenda até mesmo entre os próprios Narnianos, pois lá já se passaram 1300 anos. Portanto, para que Nárnia retorne ao que era, todos precisarão voltar a acreditar em Aslam, e no poder do bem, o grande rei leão terá que ajudar os irmão Pevensie, Caspian e os Narnianos a retomarem Nárnia.
Essa crônica, Príncipe Caspian, foi incrível e cheia de aventuras do começo ao fim, além disso conhecemos novos personagens inclusive um rato cheio de coragem chamado Ripchip que se tornou um dos meus personagens mais queridos. Também amei o príncipe Caspian, pois ele tinha a alma justa e corajosa. Sinto que fiquei meio nostálgica e levemente triste, pois é também, nesta crônica, que Aslam diz para Pedro e Susana que os dois não voltarão mais para Nárnia, pois já estão crescidos demais. Isso significa que não posso esperar esses dois personagens nas próximas cronicas, não é?

Entre lutas, duelos e grandes revelações, tudo termina bem e Aslam consegue auxiliar e estar presente na retomada de Nárnia, tornando o Príncipe Caspian o novo guardião do reino. Particularmente, Amei essa crônica. Como já falei anteriormente, estou a cada crônica mais e mais apaixonada por este universo.
"Muitas vezes perdi a esperança, mas sempre acontece algo que nos faz ter esperança de novo."
Novamente, tenho que ressaltar que, mais uma vez, C.S. Lewis fez várias referencias a acontecimentos bíblicos de tal forma que continua surpreendendo o leitor e o encantando cada vez mais, tornando - quem sabe - aquele universo mágico mais "real". Estou, simplesmente, encantada.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!