SOCIAL MEDIA

Mostrando postagens com marcador Lisa Kleypas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lisa Kleypas. Mostrar todas as postagens

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Era uma vez no outono foi ainda melhor que o primeiro volume de As Quatro Estações do Amor!

Saudações Leitores!

ERA UMA VEZ NO OUTONO (It Happened One Autumn, 2005), da consagrada escritora bestseller de romances de época, Lisa Kleypas, trata-se do segundo volume da série As Quatro Estações do Amor, precedido por Segredos de Uma Noite de Verão e já quero começar dizendo que se amei o primeiro volume, este segundo superou minhas expectativas!

Em ERA UMA VEZ NO OUTONO vamos acompanhar a história de Lillian Bowman, uma das "Flores Secas", que são um grupo de quatro amigas solteironas que se comprometem em ajudar umas as outras a encontrarem casamento e nessa temporada é a vez de Lillian Bowman.

Já em Segredos de Uma Noite de Verão eu já tinha me encantado pela irreverencia da personagem, ela é uma rica herdeira de um empresário que vem dos Estados Unidos para Londres na expectativa de encontrar um bom casamento para suas duas filhas: Lillian e Daisy.

"A extraordinária insolência de Lillian a tornava diferente de todas as mulheres que Marcus já conhecera. Isso e o rounders que ela tinha jogado em roupas íntimas o convenceram de que Lillian Bowman era um demônio. E quando ele fazia um julgamento sobre alguém, raramente mudava de opinião."

No entanto, mesmo em uma Londres de 1843, passando por grandes transformações onde empresários tornam-se mais ricos do que os nobres e a nobreza está em decadência, encontrar um casamento para as Bowmans é uma tarefa muito difícil, pois os nobres querem casar com mulheres nobres, independente do dote que os Bowmans possam oferecer por suas filhas.

Lillian já está quase desiludida em encontrar um casamento, porém desde o volume anterior já sentimos as faíscas entre ela e o lorde Westcliff (ou se preferir Marcis Marsden), que arrogante acaba desprezando a origem de Lillian e sobretudo seu comportamento liberal, inteligente e irreverente.

Sim, eis aqui mais um clichê que segue os padrões do volume anterior: um casal que se despreza porque se ama demais e nenhum quer dar o braço a torcer, contudo, esse volume tem um quê a mais que o volume anterior da série: já estamos mais íntimos dos personagens e já senti uma química bem maior entre Lillian e Westcliff.

"Era uma pena que, na altamente distintiva sociedade nova-iorquina, fosse bastante simples para homens com fortunas recém-adquiridas arranjar bons casamentos. Mas herdeiras com linhagens plebeias não eram desejadas nem pelos homens de sangue azul nem pelos novos-ricos em busca de ascensão social. Por isso a única solução era caçar maridos na Europa, onde homens da classe alta precisavam de esposas ricas."

O romance cão e gato dos dois funciona demais, principalmente porque é regado de muita sensualidade e de muitas partes engraçadas e cômicas. Além do mais esse volume foca muito em quem são os personagens, em sua jornada de autoconhecimento e a percepção de que o amor, o sentimento não é de todo uma fraqueza, além do mais fala muito mesmo sobre preconceitos dos nobres, sangue-azuis, para com os empresários ricos e sobretudo norte-americanos.

É bem interessante ter um recorte dessa época em Londres, ver a sociedade, os costumes, os preconceitos e o desenvolvimento não só dos protagonistas como de outros personagens que vão se destacando já prenunciando a "Flor Seca" que será protagonista no próximo volume e sua atuação no epílogo de maneira bombástica já fazendo meu coração quase saltar pela boca.

"_ Querida _ disse Daisy em tom suave _ , na próxima vez que você estiver em uma sala cheia de desconhecidos... pode dizer a si mesma que alguns são apenas amigos esperando para ser descobertos."

O que mais gosto nessa série é que as protagonistas dela - até agora - não são mocinhas ingênuas esperando um príncipe encantado, mas mulheres que estão buscando fazer o melhor com o que tem e, de certo modo, sendo racionais demais e por tanto tempo boicotando sua felicidade, então quando se "rendem" aos sentimentos e aos instintos conseguem ser felizes sendo quem são: não damas perfeitas, mas mulheres potencialmente empoderadas e capazes de surpreender quem está a sua volta.

Estou cada vez mais encantada por As Quatro Estações do Amor e já estou ansiosa para ler o terceiro volume da série. Desse modo, como já não é mais novidade, para você que já chegou até aqui nesse review, super recomendo ERA UMA VEZ NO OUTONO que se tornou um queridinho meu.

Antes de finalizar, quero só ressaltar que vi alguém problematizando uma certa cena na biblioteca, contudo, devo admitir que não vi o que a pessoa salientou, posso estar errada, mas não consegui ver nada tão problemático assim no volume. 

Aliás, mesmo quando vejo problemáticas em romances de época tento ser crítica, mas relevar aquilo, pois se pararmos para refletir os romances de época que lemos são românticos demais e as mulheres passavam por poucas e boas nos anos em que se passam os romances, então, paro para ler apenas como entretenimento sem intenção de problematizar tudo, porque já sei que tudo ali é bem romanceado e não chega nem perto de ter as "problemáticas" reais  daquela época.

Então eu amei ERA UMA VEZ NO OUTONO e para mim foi ainda melhor que o primeiro volume da série. In love. Espero que leiam! Boa leitura!

"Não há nada mais bonito no mundo do que seu sorriso... nenhum som mais doce do que o da sua risada... nenhum prazer maior do que tê-la em meus braços. Hoje percebi que não poderia viver sem você, minha diabinha teimosa. Nesta vida e na próxima, você é minha única esperança de felicidade. Diga-me, Lillian, meu amor... Como conseguiu entrar tão fundo no meu coração?"

FICHA TÉCNICA
Era Uma Vez no Outono
Autor: Lisa Kleypas
Tradução: Maria Clara de Biase
São Paulo: Arqueiro
2021 | 384 págs.

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Era uma vez no outono (As Quatro Estações do Amor, vol. 2) - Lisa Kleypas (resenha)

domingo, 11 de abril de 2021

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Narrativa cativante, romance cão e gato e muita sensualidade é o que temos em Segredos de uma Noite de Verão

Saudações Leitores!

SEGREDOS DE UMA NOITE DE VERÃO (Secrets of a summer night, 2004), é o primeiro volume da série As Quatro Estações do Amor, da escritora bestseller - e premiada - Lisa Kleypas. Na minha vida só tinha lido um livro da Lisa Kleypas que foi Uma Chance para Recomeçar, mas praticamente, hoje, esqueci tudo dessa leitura, então, após muita gente me indicar a série As Quatro Estações do Amor da escritora e eu estar numa vibe de romances de época decidi me jogar nessas páginas com essa edição maravilhosa do selo Pop Chic da Editora Arqueiro.

E de cara já digo logo que me apaixonei por SEGREDOS DE UMA NOITE DE VERÃO e não foi só o enredo e as personagens que me encantaram, mas também a narrativa e até o humor da Lisa Kleypas, fiquei impressionada porque durante o livro todo só me desagradou uns acontecimentos mais exagerados e dramáticos bem no final do livro, mas relevei isso.

"Eu nunca pensei em uma caça a marido como um esporte de equipe."

Em SEGREDOS DE UMA NOITE DE VERÃO vamos acompanhar Anabelle vivendo um romance do tipo cão e gato com Simon Hunt, principalmente porque ela é uma mulher que está na época de casar, porém, como seu pai morreu e sua família está passando por sérios problemas financeiros, casar com um nobre tem se tornado algo cada vez mais difícil, pois quem irá casar com uma jovem sem dote?

No entanto, desde o dia que conheceu Simon, tanto ela quanto ele tiveram uma conexão, mas ao mesmo tempo um afastamento, pois era difícil Anabelle se imaginar tento um relacionamento com alguém que não fosse nobre, afinal Simon é filho de um açougueiro e por mais que atualmente seja muito rico por conta de trabalhar com investimentos financeiros, suas origens não-nobres geram um certo preconceito na sociedade classicista.

A situação precária de Anabelle não é nenhum mistério na sociedade e por isso ela já é considerada uma solteirona e até cogita que seu destino pode acabar sendo se tornar amante de um nobre rico para poder sobreviver, porém isso vai contra os princípios da moça.

"Se não pudesse encontrar alguém para se casar, poderia tornar-se amante de alguém. Embora ninguém a quisesse como esposa, parecia haver um número infinito de cavalheiros dispostos a mantê-la em pecado. Se fosse inteligente, poderia fazer fortuna. Mas estremeceu com a ideia de nunca mais poder frequentar os círculos sociais - de ser desprezada e condenada ao ostracismo, sendo valorizada apenas por suas habilidades na cama."

A beleza de Anabelle chama atenção de todos e Simon Hunt fica realmente encantado pela jovem ansiando que seus planos de fisgar um nobre vá de água a abaixo e ele possa ter pelo menos uma chance de se tornar seu amante.

Como todo bom livro de romance de época teremos vários conflitos e momentos de muita tensão, desastres, humor, sensualidade e descobertas, sem dívida alguma SEGREDOS DE UMA NOITE DE VERÃO é um romance de época que ultrapassa o romance e traz um ambiente de época que está em transformação, a nobreza precisa se adaptar aos empresários em ascensão, mostra preconceitos sociais, costumes e cenas e reflexões importante sobre a vida de uma viúva, a vida das jovens em idade de casar, etc.

"_Todas as mulheres fazem isso nessa fase de cortejo... e os homens também, se querem saber - disse Lillian de um jeito prosaico. _ Tentamos ocultar nossos defeitos e dizer coisas que achamos que o outro queira ouvir. Fingimos ser encantadores e bem-humorados e fazemos de conta que os hábitos desagradáveis do outro não nos incomodam. Depois do casamento, a coisa muda de figura."

SEGREDOS DE UMA NOITE DE VERÃO também fala de vencer preconceitos, medos e quebrar barreiras para poder ser feliz e perceber que a felicidade não está em uma posição social ou em poder financeiro, mas nas pessoas que nos cercam. Esse é um livro que eu poderia falar dele por muitos outros parágrafos, mas vou parar por aqui porque acho que já consegui deixar você, caro leitor, curioso.

Dê uma chance para SEGREDOS DE UMA NOITE DE VERÃO se ainda não leu e gosta de romance de época. Por aqui já estou vibrando para ler o segundo volume da série! Boas Leituras!

"Desejos são coisas perigosas, não sabe?"

FICHA TÉCNICA:
Segredos de uma Noite de Verão
Autor: Lisa Kleypas
São Paulo: Arqueiro, 2020, 384 págs.
Tradução: Janaína Senna

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Segredos de uma Noite de Verão (As Quatro Estações do Amor, vol. 1) - Lisa Kleypas (resenha)

quinta-feira, 11 de março de 2021

Saudações Leitores!
Fim de ano é uma época que costuma sensibilizar nossos corações, não é? Pra completar, os leitores podem se deparar com livros que emocionam e este é o caso de Uma Chance para Recomeçar* até porque ele traz uma história de Natal, pra ser sincera, o livro é curto e tem uma narrativa tão boa que mais parece que estamos lendo um conto natalino, então vim compartilhar minha experiência de leitura com vocês.

Uma Chance para Recomeçar, Lisa Kleypas, Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito, 2014, 176 pág.
Traduzido por Bárbara Menezes

Christmas Eve at Friday Harbor (2010) que no Brasil se chama Uma Chance para Recomeçar foi escrito por Lisa Kleypas, acredito que o título brasileiro caiu como uma luva no contexto do livro e também para a época natalina em que nos encontramos e que a história se passa.
Uma Chance para Recomeçar não tem aquela história completamente elaborada e com suspense ou tiradas engraçadas, pelo contrario, achei-o bem objetivo e direto. É um romance que você sabe exatamente o que vai acontecer desde o começo ao fim, mas mesmo assim fica comovido com a estória.
Holly Nolan tem cinco anos e ficou órfã, sua mãe morreu em um trágico acidente de carro e sua guarda ficou a cargo de seu tio Mark Nolan, um homem que nunca se viu como pai ou assumiu compromissos sérios. Mark não acredita no amor. Contudo com a nova responsabilidade ele pede para outro irmão ajudá-lo a cuidar de Holly: Sam Nolan. Sam é um solteirão, excêntrico e muito engraçado e mesmo relutando acaba ajudando Mark.
Os dois, que vivem na ilha Friday Harbor acabam mudando completamente com a chegada de Holly e, começam a perceber que o amor e o carinho é algo inato e forte. Holly uma criança que após a perda da mãe não falou mais, mas mesmo assim ainda acredita no amor, na magia e em Papai Noel.
Certa tarde, Mark e Holly entram na loja de brinquedos de Maggie e “PAM”, Maggie olha para Mark e Mark olha para Maggie e algo muda em seu interior, algo que não percebem imediatamente e é em torno disso que vai girar algumas das páginas desse livro: a descoberta do sentimento, a concretização de um sonho, a amizade, a esperança e um novo recomeço para Maggie e toda a família Nolan.
Esse livro é de uma delicadeza muito grande, Mark e Maggie tem uma química incrível. Sam é uma graça. Holly um doce. O sucesso de Uma Chance para Recomeçar, com certeza, são esses personagens tão carismáticos, até porque a história ultrapassa o clichê, digo até que seja já bem batida, mas como também já falei é envolvente e encantadora, sobretudo, para ser lida nesta época do ano.


*Esse livro foi cortesia da Novo Conceito, para saber mais sobre ele clique AQUI.

Resenha: Uma Chance para Recomeçar - Lisa Kleypas

domingo, 21 de dezembro de 2014

Instagram