SOCIAL MEDIA

Mostrando postagens com marcador Ruta Sepetys. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ruta Sepetys. Mostrar todas as postagens

Saudações Leitores!

Não lembro se eu já sabia que o livro A Vida em Tons de Cinza (Ruta Sepetys), que li recentemente, tinha uma adaptação, mas sei que depois de realizar a leitura e preparar a resenha descobri/relembrei a existência dessa adaptação. Obviamente que iria querer conferir a película, até porque gostei bastante do livro e queria ver como tinha ficado a adaptação, afinal o livro já tem um impacto bem grande e, portanto, o filme com toda a parte visual deveria repassar ainda mais os impactos da temática e da situação representada.

Retratos de Uma Guerra (Filme)

sábado, 13 de abril de 2024


COMPRAR: Amazon

A Vida em Tons de Cinza foi uma leitura fluída, mas nem por isso deixou de ser dolorosa devido a temática que aborda

Saudações Leitores!

Já faz anos que tenho o volume de A Vida em Tons de Cinza em minha estante e não tenho desculpas para não o ter lido, inclusive, já li outro livro da autora  lituana-americana Ruta Sepetys chamado O Sal das Lágrimas e me encantei, lembro que na época decidi que iria ler o volume que já tinha na estante, mas somente agora mergulhei nele. 

A Vida em Tons de Cinza - Ruta Sepetys (resenha)

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

O Sal das Lágrimas, Ruta Sepetys, São Paulo: Arqueiro, 2019, 320 pág.
Tradução: Vera Ribeiro
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Saudações Leitores!
O Sal das Lágrimas (Salt of the sea, 2016) escrito pela lituana-americana Ruta Sepetys trata-se de uma ficção histórica. A escritora best-seller é autora também do livro A Vida em Tons de Cinza (Cinzas na Neve) que ganha uma adaptação cinematográfica para este ano.
"Será que a guerra nos tornava perversos ou apenas ativava uma perversidade que já espreitava dentro de nós?"
Como ficção histórica, Sepetys relata uma evento transcorrido em 1945, na Segunda Guerra Mundial, onde o navio alemão Wilhelm Gustloff naufragou por conta de torpedos Russos, foi o maior naufrágio que já existiu, onde cerca de 9 mil pessoas perderam a vida enquanto buscavam a liberdade e fugiam da guerra. O cenário escolhido pela autora remete a uma parte histórica pouco conhecida.

Resenha: O Sal das Lágrimas - Ruta Sepetys

terça-feira, 9 de abril de 2019

Instagram