Resenha: "Orange, vol. 6" de Ichigo Takano

Orange, vol. 6, Ichigo Takano, São Paulo: JBC, 2018, 200 pág.
Tradução: Naguisa Kushihara
COMPRAR: Amazon


Saudações Leitores!
Orange é uma série de mangás escrita por Ichigo Takano que sempre me deixa entusiasmada, então quando soube da publicação do vol.6 foi impossível não criar expectativas a respeito, aliás, era um dos lançamentos mais aguardados por mim. Inclusive aqui, no blog, tem resenha dos volumes anteriores: Vol.1, Vol.2, Vol.3, Vol.4 e Vol.5. Também fiz um post falando sobre a Live Action dos mangás.

Confesso que quando tive a oportunidade de ler o volume um misto de emoção tomou conta de mim: E se a mangaka estragasse a história toda? E se não correspondesse as minhas expectativas? Por outro lado, eu também ficava pensando: Com certeza vai ser bom essa continuação, vai ter fatos novos!
Quando finalmente li Orange vol.6 respirei aliviada, pois foi melhor do que eu esperava e numa linha temporal diferente da que eu pensei que seria. A maior parte da história vai se passar no futuro, no tempo em que as cartas foram para o passado na expectativa de salvarem a vida de Kakeru. Nesse futuro, vamos ter uma ideia melhor de como foi a vida dos amigos após a morte de Kakeru e os motivos deles terem escrito as cartas para que o "eles do passado" pudessem evitar o suicídio do amigo.

Foi um tanto doloroso ver que os amigos tinham se afastado bastante, mas recompensador saber como eles voltaram a se unir, e também ficamos conhecendo como Suwa e Naho ficaram juntos e como se deu o namoro e as revelações entre os dois.
Um ponto que me deixou bem empolgada e que dá margem para muitas interpretações é que num dos episódios do mangá tanto Naho quando Suwa, após um tempo de terem mandado as cartas para o passado sonham com Kakeru vivo, isso levanta a questão que, de alguma forma, eles ficam sabendo que o "eu deles do passado" conseguiram salvar Kakeru, ou pode nos levar a pensar que talvez as histórias passadas nos cinco volumes anteriores não tenha acontecido e que, de fato, foram apenas um sonho dos personagens. Achei uma sacada incrível essa duplicidade de interpretação, aliás se pensarmos mais provavelmente novas teorias possam surgir! UAU, eu amei isso.

Outro ponto que amei foi ver o relacionamento de Naho e Suwa, no fundo sempre torci para os dois, pois eles eram fofos demais, no entanto, foi meio frustrante perceber que Suwa usou de alguns artifícios que o Kakeru usaria para conquistar Naho. De qualquer forma, amei. Amei esse volume.
Segundo os mangás mesmo com as mudanças ocorridas na linha temporal as histórias jamais iriam se cruzar e seguiriam seu próprio curso, o que nos dá a felicidade de pensar numa linha temporal em que Naho, Suwa e seu filho são felizes e numa linha temporal em que Kakeru está vivo e em um relacionamento com Naho. Acho digno, afinal estes personagens são incríveis e fofos e, puxa, meu coração salta: todos combinam perfeitamente. Acho que sempre vou ficar dividida entre esses dois personagens: Suwa e Kakeru.

Para a felicidade dos fãs de Orange, a mangaka Ichigo Takano, num epílogo mais do que digno, já prometeu um volume 7 e como estou agora? O coração aos pulos de alegria e o anseio de que este próximo volume venha o mais rápido possível e seja tão bom e surpreendente quanto o volume 6!

Sério, se você ainda não conhecem a série de Mangás Orange, vocês precisam parar tudo.o que estão fazendo para conhecer imediatamente. Inclusive no Canal do Youtube fiz resenha dos 5 primeiros volumes e, recentemente, do volume 6, confiram:  Orange vol.1-5; Orange vol.6


0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!