Resenha: Outlander: Os Tambores do Outono - Livro 4 (Parte I) - Diana Gabaldon

segunda-feira, outubro 14, 2019

Outlander: Os Tambores do Outono - Livro 4 (Parte 1), Diana Gabaldon, 
São Paulo: Arqueiro, 2016, 576 pág.
Tradução: Carolina Caires Coelho
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Saudações Leitores!
Os Tambores do Outono (Drums of Autumn, 1997) é o quarto livro da série Outlander, escrita por Diana Gabaldon. Essa minha edição é a parte 1 do livro 4, mas já se encontra no Brasil uma edição única com a parte 1 e 2 juntas. O que, para mim, faz bem mais sentido, e irei explicar nessa review.

Porém, antes de começar a falar sobre o livro e o que achei dele, já quero deixar de sobreaviso que essa resenha pode ter spoiler, então... você decide se quer ler ou não, eu ficarei muito feliz se você decidir seguir lendo, mas também entenderei se preferir esperar para ler o livro e voltar aqui depois.

"Os escoceses das Terras Altas lutavam até morrer por qualquer causa que tocasse sua honra e esquentasse seu sangue, mas na maioria do tempo, eram indiferentes a assuntos externos. Séculos de isolamento nas montanhas haviam tirado a paciência deles de se meter nos assuntos de outras pessoas - mas aí de quem se metesse nos assunto deles!"
Aqui no blog temos resenha dos livros que antecedem a esse volume que vou comentar, então se quiserem conferir basta clicar nos nomes: A Viajante do Tempo, A Libélula no Âmbar, O Resgate no Mar (parte 1) e O Resgate no Mar (parte 2).

Após os acontecimentos finais e o naufrágio do navio Arthemis em que Claire e Jamie estavam, os náufragos vão parar no continente americano, na Georgia, e o futuro é totalmente incerto longe da Escócia e com os poucos recursos do nosso amado casal.
"Procuramos apenas a justiça, e essa não é uma virtude que pode ser obtida através da violência, pois onde entra a violência, a justiça com certeza foge."
Porém, em Os Tambores do Outono, Claire, Jamie e Ian tentam se reestruturar no novo continente e encontrar alguns dos conhecidos e familiares para reconstruir suas vidas. E se estabeleceram nessa nota etapa da vida, mas as coisas não são tão fáceis para eles e tudo parece acontecer para "quebrar" os planos do casal.
"A morte e o desastre não perturbariam muito você, Sassenach. Mas as coisas pequenas, o dia a dia... Eu vejo você se retrair quando as empregadas negras penteiam seus cabelos, ou quando o garoto leva seus sapatos para limpar."
Claire e Jamie vão em busca de um parente e o destino deles fazem com que cruzem com piratas: são roubadas, passam por uma série de problemas e isso inclui encontros com animais selvagens e índios, mas mesmo assim começam a entender o estilo de vida e a cuidarem de uma terra cedida.
Muitos detalhes são colocados em Os Tambores do Outono, entretanto, o desenvolvimento é lento e praticamente escasso de ação. Para mim, toda essa parte do livro foi uma introdução para acontecimentos e descobertas que já começaram a se delinear. Desse modo, eu não consegui entender até o presente momento, o motivo de terem divido esse livro em duas partes, porque essa primeira não acontece praticamente nada, apesar de vários anos terem se passado desde que Claire atravessou o Circulo de Pedras em Craigh na Dun e desde que ela e Jamie foram morar no continente Americano.
"_ Você é o melhor homem que conheci. Só quis dizer... Que é um sofrimento tentar viver por duas pessoas. Tentar fazê-las aceitar a sua noção sobre o que é certo. Fazemos isso pelas crianças, claro, temos que fazer, mas mesmo assim, é um trabalho terrivelmente difícil. Não poderia fazer isso por você, seria errado sequer tentar."
No entanto, mesmo com essa falta de acontecimentos, Os Tambores do Outono  é um livro extremamente maravilhoso, é minucioso, detalhista, de tal forma, que nos insere completamente na narrativa, no local em que se passa a estória e na época em que ela ocorre. Particularmente, gosto de narrativas assim, mesmo que algumas vezes fique um pouco cansativa, mas também entendo que tem muitas pessoas que podem não curtir tantos detalhes e descrições.
"É sempre desconfortável descobrir que os sentimentos que você pensou que estavam seguramente escondidos estão, na verdade, bem evidentes."
Os Tambores do Outono parte 1 foi o livro mais parado de toda a série - até agora - mas os personagens e a engenhosidade e criatividade da escritora, Diana Gabaldon, consegue nos prender do começo ao fim e nos faz criar um laço afetivo com os personagens e uma conexão profunda com a estória.
"E se alguém tivesse me perguntado, eu diria que Jamie Fraser era um homem misericordioso. Já tinha sido. Mas os anos entre o antes e o agora tinham sido difíceis, e a compaixão era uma emoção delicada, facilmente desgastada pela circunstâncias."
Um ponto que gostei bastante em Os Tambores do Outono é que vamos acompanhar bem mais partes com saltos temporais entre passado (Jamie e Claire) e futuro (Briana e Roger) e eu senti até meu coração saltar, porque shippei forte a Bree e o Roger, são muito fofos juntos, além do mais é no futuro que temos muitas informações importantes que já delineiam algumas coisas que podem acontecer na 2ª parte desse livro. Tô curiosa demais!
"O que eu pensei que fosse uma armadilha para ele - sua família, seu clã -, era sua força. E o que eu pensei ser minha força - minha solidão, a falta de laços - era minha fraqueza."
Estou com uma expectativa até considerável para a 2ª parte de Os Tambores do Outono, só espero que tenha mais ação do que esse volume, porque adoro todas as aventuras do casal e toda a conexão deles, que aliás, continua muito pulsante.

Definitivamente Outlander é uma das minhas séries de livros favoritas e não sei se isso pode mudar algum dia, mas espero que não... Sei que pode até ter alguns problemas na série (sobretudo o fato da Claire e do Jamie já serem mais velhos e ainda terem tanto pique sexual e físico), mas é tão incrível a parte ficcional e o contexto histórico em que o enredo se passa que só consigo aplaudir de pé.

Você já leu? Quer ler? Ama ou Odeia essa série?
"_ Eu disse, quando nos casamos, que sempre cuidarei de você, não? Eu dei três coisas a você aquele dia. Meu nome, minha família e a proteção do meu corpo. Você sempre terá essas coisas, Sassenach, enquanto nós dois vivemos. Não importa onde estejamos. Não permitirei que você passe fome nem frio. Nunca, em tempo algum, permitirei que algo machuque você."
Série Outlander 
(clica nos nomes para comprar os livros)
1 A Viajante do Tempo (1991)
2 A Libélula no Âmbar (1992)
3 O Resgate no Mar (1993)
4 Os Tambores de Outono (1996)
5 A Cruz de Fogo (2001)
6 Um Sopro de Neve e Cinza (2005)
7 Ecos do Futuro (2009)
Escrito com o Sangue do Meu próprio Coração (2015) - Ainda não publicado no BR.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!