SOCIAL MEDIA

Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta A Seleção. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta A Seleção. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Saudações Leitores!
Como sabemos está se aproximando o lançamento do livro A Escolha, último livro da trilogia A Seleção e, se você ainda não leu A Seleção nem A Elite, eis uma ótima oportunidade para ler: os livros (físicos e ebooks) vão baixar os preços.
Isso mesmo, os livros vão estar à venda em diversas lojas online e físicas com desconto, que tal conheceram America Singer?

Abaixo segue a lista dos sites e lojas que estão dando desconto nos livros e fiquem atentos porque essa promoção vai até o dia 28/04/2014, não perca o prazo!


LOJAS ONLINE:

Livraria Cultura:


 LOJAS FÍSICAS:

SARAIVA (várias filiais) Veja a lista de lojas
Grande SP (11) 3933-4000
Outras localidades: 0800-754-4000

LIVRARIAS CURITIBA (várias filiais SP, PR, SC) Veja a lista de lojas
0800-643-9697

LIVRARIA DA TRAVESSA (várias filiais SP, RJ)
Barra Shopping – (21) 2430-8100
Shopping Leblon – (21) 3138-9600
Ipanema - (21) 3205-9002
Centro Rio Branco - (21) 2519-9000
Centro 7 de Setembro - (21) 3231-8015

FNAC (várias filiais) Veja a lista de lojas
(11) 4873-2111
0800-014-3622

LIVRARIA CULTURA (várias filiais)
São Paulo:
Conjunto Nacional – (11) 3170-4033
Shopping Iguatemi – (11) 3030-3310
Shopping Villa-Lobos – (11) 3024-3599
Shopping Bourbon – (11) 3868-5100
Shopping Market Place –  (11) 3474-4033
Campinas:
Shopping Iguatemi Campinas – (19) 3751-4033
Ribeirão Preto:
Shopping Iguatemi Ribeirão – (16) 3602-5240
Rio de Janeiro:
Cine Vitória - (21) 3916-2600
Shopping Fashion Mall - (21) 2730-9099
Curitiba:
Shopping Curitiba - (41) 3941-0292
Brasília:
Shopping Casa Park - (61) 3410-4033
Shopping Iguatemi Brasília - (61) 2109-2700
Salvador:
Salvador Shopping - (71) 3505-9050
Recife:
Paço Alfândega - (81) 2102-4033
Riomar Shopping - (81) 3256-7500
Fortaleza:
Varanda Mall - (85) 4008-0800

LIVRARIA DA VILA
Fradique - 11 3814-5811
Lorena - (11) 3062-1063
Moema - (11) 5052-3540
Shopping Higienópolis - (11) 3660-0230
Shopping JK -  (11) 5180-4790
Shopping Galeria (Campinas) - (19) 3706-1200
Shopping Patio Batel (Curitiba) - (41) 3020-3500

LIVRARIAS IMPERATRIZ (várias filiais PE)
Shopping Tacaruna -  81 3301-7800
Shopping Plaza - 81 3302-7221
Shopping Recife - 81 3301-4129
Shopping Guararapes - 81 3302-8621
Shopping Difusora - 81 3723-5400
Loja 7 de Setembro - 81 3423-4778
Loja Rua da Imperatriz - 81 3301-7803


OUTRAS LOJAS:

São Paulo
Martins Fontes Paulista – Av. Paulista, 509 - (11) 2167-9900
Nobel Raposo Shopping – (11) 3735-3155

Osasco
Livraria BookStop – Rua Tenente Avelar Pires de Azevedo, 81 - (11) 3651-2018

Santos
Martins Fontes – Avenida Ana Costa, 530 - (13) 3289-5657

São José dos Campos
MaxSigma Livraria:
Shopping Colinas – (12) 3924-4222
Vale Sul Shopping – (12) 3933-0942

Ubatuba
Nobel – Rua Carlos Drumond de Andrade, 20 - (12) 3833-3033

Praia Grande
Nobel Praia Grande Shop – Av. Ayrton Senna da Silva, 1511 – (13) 3473-3789

Campinas
Livraria Leitura Campinas Shopping – (19) 3229-7880

Itu
Livraria Entre Livros – (11) 4023-1188

São Luís (MA)
Nobel Shop. Monumental – (98) 3213-6210

Fortaleza (CE)
Livraria Leitura Shop. Del Paseo – (85) 3458-0300

Belém (PA)
Fox Video - Travessa Dr. Moraes, 584 – (91) 4008-0002

Pelotas (RS)
Livraria Vanguarda - Rua Gonçalves Chaves, 374 – (53) 3027-9205

Notinha 35#: "A Seleção" e "A Elite" com desconto em diversas livrarias!

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Saudações Leitores!
Acompanho a trilogia desde a publicação de A Seleção e, claro, foi amor a primeira vista e muita, muita, muita expectativa até a publicação do volume seguinte A Elite, portanto, quando foi lançado Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda, não pensei duas vez e solicitei a Editora Seguinte um exemplar para resenhar, mesmo já tendo lido o conto O Príncipe. Agradeço imensamente a Seguinte ter me cedido o exemplar. Li o livro todo em um dia e eis a resenha para vocês. Detalhe: não tem spoiler, fiquem tranquilos.

Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda, Kiera Cass, São Paulo: Seguinte, 2014, 257 pág.
Traduzido por Cristian Clemente.

The Selection Stories: The Prince and The Guard trata-se do livro contendo os dois contos escritos por Kiera Cass para amenizar depois de A Seleção a espera pelas continuações: A Elite e A Escolha (que ainda será lançado).
Os contos fizeram tanto sucesso que foi publicado Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda, que pode ou não ser lido pelos fãs da trilogia e, acredito, que todos optam por ler, pois se tratam de contos curtos e envolventes sob a perspectiva de Maxon, O Príncipe, e Aspen, O Guarda.
Ano passado, antes da publicação de A Elite foi disponibilizado o conto O Príncipe que li e na resenha disse que o conto não tinha spoiler, de fato não há spoiler, mas narra partes de A Seleção sob a visão de Maxon e de como ele conheceu America, contudo o conto mostra muito mais que isso, e nos apresenta toda a pressão que Maxon passa [impossível não soltar suspiros] e, neste livro, [para a alegria geral dos fãs] Kiera Cass nos presenteou com um “Final estendido exclusivo de O Príncipe” que vem a narrar sob a visão máster fofa de Maxon uma situação inusitada que ele viveu com America em A Seleção, foi muito bom rever essa cena sob o olhar dele e perceber o quanto ele ficou assustado e revoltado com a atitude corajosa de America. O mais interessante para quem quer ler esse conto é ler o primeiro volume da trilogia antes, pois as coisas ficam mais encaixadas.

Este ano, próximo ao lançamento do terceiro livro que finalizará a trilogia, A Escolha, foi lançado o segundo conto: O Guarda que está disponível neste livro. Este conto é narrado sob a perspectiva de Aspen, que está no castelo e simplesmente está arrependido por ter deixado America se inscrever para a seleção e tenta de todas as formas mais discretas e até audaciosas possíveis reconquistar Meri. Aspen está seguro de que Meri é a mulher de sua vida e teme que tenha descoberto isso tarde demais. Lemos cenas de profunda sensibilidade neste conto, pois Aspen e Meri tem uma história juntos e é impossível não percebermos a grande conexão que ambos têm, ademais, como não se emocionar novamente com a triste cena do guarda Woodwork e Marlee? Ou das constantes invasões ao castelo? O Guarda, no entanto, deve ser lido somente após A Elite, pois também traz partes de coisas que aconteceram no livro e até sugestiona algumas atitudes bizarras que o rei Clarkson com Maxon que nos dão dicas do que poderá acontecer em A Escolha [pelo menos eu fiquei com essa impressão].
Após os contos O Príncipe e O Guarda, temos um trecho de A Escolha [que não tive coragem de ler, prefiro aguentar mais um pouco até o lançamento] e, posteriormente, temos alguns Extras que são incríveis: uma entrevista com Kiera Cass, com perguntas bem bacanas sobre o surgimento da trilogia e dos personagens; A lista completa das Selecionadas; A Lista das Castas; As árvores genealógicas de America, Maxon e Aspen, que contem explicações bastante sugestivas e; para finalizar, temos a playlist oficial dos livros A Seleção e A Elite.
Em suma, Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda é um livro maravilhoso e, para quem é fã, trata-se de uma leitura mais do que obrigatória.

Camila Márcia

Resenha: Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda - Kiera Cass

sábado, 5 de abril de 2014

Saudações Leitores!
A resenha que vou disponibilizar abaixo, é uma resenha bem simples do conto O Príncipe, que se trata de um conto para ser lido entre a leitura de A Seleção (Resenha AQUI) e de A Elite (com previsão de lançamento para 23 de abril), por se tratar de uma espécie de reflexão sobre a seleção na perspectiva do famoso e mais que querido príncipe Maxon. Claro que essa 'canja' que a Kiera Cass proporcionou aos seus leitores veio muito a calhar para que aguentássemos até o lançamento da continuação. Confiram:


O Príncipe, Kiera Cass, São Paulo: Seguinte, 2013, 72 pág.
Tradução: Cristian Clemente

O livro A Seleção (Resenha AQUI) conseguiu cativar inúmeros fãs e, como todo leitor fanático era praticamente impossível que não enlouquecessem durante a espera do segundo volume da série intitulado A Elite. Para amenizar esse espera a autora Kiera Cass escreveu o conto O Príncipe.
Esse conto basicamente conta as perspectivas do príncipe Maxon em relação a seleção e tudo o que vem por trás da seleção como interesses políticos e manipulação das selecionadas.
O conto contém seis capítulos e de forma bem objetiva, mas não menos envolvente e sentimentalista, começamos a ver o Maxon com outros olhos, toda a pressão pela qual ele tem que passar e seus medos: reais ou não. De repente, principalmente para quem já se apaixonou por Maxon em A Seleção, irá ficar ainda mais encantado pelo príncipe.
É também neste conto que podemos conhecer o que se sucedeu, pelo ângulo do príncipe, quando conheceu América e como ele a viu e o que pensou dela. Um ponto de vista bem interessante, especialmente para quem já leu A Seleção. Ademais, vale frisar que, de uma maneira especial e mais destacada, temos uma maior visualização dos pais de Maxon (o Rei e a Rainha de Illéa), coisa que em A Seleção abordou bem superficialmente a relação familiar.
Não considero que O Príncipe tenha spoilers, ele pode ser, muito bem, lido por alguém que ainda não leu o primeiro volume, mas, obviamente, a leitura se torna mais saborosa para quem já leu A Seleção e acompanhou a história das 35 selecionadas.
           Ao final do conto ainda nos deparamos com uma prévia dos dois primeiros capítulos de A Elite, para os mais afoitos matarem a saudade ou aumentarem a curiosidade em relação ao novo volume, previsto para ser lançado no dia 23 de Abril aqui no Brasil. [particularmente eu não li os dois primeiros capítulos de A Elite, porque me conheço o suficiente para saber que ficaria arrasada até esperar o lançamento do livro, prefiro a curiosidade à insanidade de não aguentar para continuar lendo]

Camila Márcia


O conto O Príncipe, que antecede o lançamento de A Elite, pode ser baixado gratuitamente através do site da Editora Seguinte em formato ebook (Baixe AQUI).

Resenha: O Príncipe (Conto de A Seleção) - Kiera Cass

terça-feira, 2 de abril de 2013

Saudações Leitores!
Ao pegar o exemplar de A Coroa em minhas mãos que, aliás, foi uma cortesia linda da Editora Seguinte (mais informações sobre o livro AQUI), lembrei da minha euforia ao ler a prova de A Seleção e o quanto fiquei o ano inteiro na expectativa da continuação, mas não estou triste por finalizar a série, pelo contrário, sinto-me aliviada e quero explicar meus motivos (não joguem pedras em mim antes de conferirem a resenha, please!)...


A Coroa, Kiera Cass, São Paulo: Seguinte, 2016, 310 pág.
Traduzido por Cristian Clemente

A Coroa (no original The Crown) é o quinto e - se Deus quiser - último livro da Série A Seleção que conta com os livros: A Seleção, A Elite, A Escolha, A Herdeira e os extras Contos da Seleção e Felizes Para Sempre escritos pela best-seller Kiera Cass, também autora de A Sereia.

Não é que esteja triste em me despedir da série, na verdade, sinto-me aliviada pela mesma ter terminado (embora já tenha lido que pode, sim, haver algo mais sobre esse universo) porque A Herdeira e A Coroa não foram muito bons e se eu pudesse dar um conselho a quem quer se aventurar pela série, leia até o terceiro livro e liberte-se. Os dois outros livros são meio frustrantes. 


Em A Coroa nos deparamos no exato momento em que terminou A Herdeira e vemos o caos e desespero de Eadlyn e Maxon ao constatar que America está a beira da morte e que Ahren fugiu para casar com a princesa da França. Maxon deixa Eadlyn para governar, pois está sem estrutura após a doença de America. Eadlyn, magicamente, torna-se madura e responsável a ponto de governar um país sem deixar de lado A Seleção.


Muitas coisas me incomodaram nesse livro, coisas até demais. Achei a mudança de Eadlyn completamente radical, como se ela tivesse sofrido uma lavagem cerebral, no entanto, vez por outra ela desliza com aquele papo absurdamente infantil e imaturo "ninguém tem mais poder do que eu". O que quero dizer é que ela mudou muito rápido, tudo o que ela era deixou de ser num piscar de olhos... não creio que alguém tão mimada e detestável (em A Herdeira) pudesse mudar tanto: da água para o vinho.


Outro ponto que me deixou em choque foi a atitude de Maxon: após vinte anos lutando por seus ideais e seu pais ele deixa uma "fedelha arrogante" - pois é isso que Eadlyn era no livro anterior - se tornar a rainha, simplesmente vira as costas para todas as suas conquistas e seu país. Tudo bem, ele ficou ao lado de America, mas essa atitude é incoerente (até mesmo America aceitar esse tipo de coisa) e imatura para um Rei. Faça-me o favor! Eu sei que ele estava passando a coroa para sua filha mas as atitudes dela não demonstravam que estava preparada para tal responsabilidade. 


São tantas coisas incoerentes que eu poderia colocar em questão nessa resenha, mas ficaria extensa demais que daria preguiça ler, mas  acho importante frisar algo: A Seleção. Não houve seleção meu povo, foi uma encheção de saco, aparentemente não tinha nenhum rapaz na Elite que tivesse REAL interesse em Eadlyn, e por que será? Fico me questionando. 

Obvio que tinham rapazes que estavam interessados em casarem com Eadlyn, mas tudo foi vazio demais e carecia de química e amor, todos os rapazes estavam mais interessados em ter a amizade da rainha. Por outro lado, temos Eadlyn querendo, enfim, se apaixonar, mas ela é tão egoísta que não consegue enxergar o amor e quando FINALMENTE o vê, está disposta a deixá-lo passar por ela.


A Coroa teve mais pontos fracos do que fortes, talvez minhas expectativas estavam altas demais (sim, eu esperava uma maior participação de America e Maxon, não houve). Inclusive um dos pontos fracos também é um dos principais pontos fortes do livro - em minha opinião - o amadurecimento de Eadlyn, apesar de drástico e incoerente, tornou-se admirável, foi ótimo ver uma personagem mais madura e carismática. 

Em meu ponto de vista, Kiera deve ter visto muito fã reclamando de Eadlyn, em como ela era chata e metida e fez com que a personagem se tornasse adorável nesse volume, mas não foi uma mudança sutil. De odiada a amada é questão de segundos? Não combinou.


Apesar de não ser meu livro preferido da série, A Coroa, foi uma leitura agradável, afinal estamos falando da escrita de Kiera Cass e essa escritora sabe prender o leitor. E em minha humilde opinião de fã e leitora, essa série já deu o que tinha que dar, está na hora de parar porque pode ficar feio continuar com essa história...

Outra coisa, só para finalizar: essa capa... gente, tá feia. Uma das séries com as capas mais bonitas, infelizmente teve essa decepção de capa. Que mau gosto horrível!

Resenha: A Coroa ( A Seleção 5) - Kiera Cass

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Saudações Leitores!
Hoje disponibilizo a resenha desse livro altamente viciante e nem me sinto culpada em fazê-los desejarem ele, pelo contrário eu sinto que eu devo tentar convencer a todos de o lerem, pois é muito bom. Você Precisam Desse Livro tipo: URGENTE!
Ah, mas tem uma super novidade: abaixo da resenha tem um formulário para o sorteio desse livro que o DLL esta fazendo em parceria com a Seguinte (CIA. das Letras), espero que gostem dessa novidade e aproveitem, pois é super fácil:
A Seleção. Kiera Cass. São Paulo: Seguinte, 2012, 368 pág.
Tradução de Cristian Clemente.

O romance A Seleção, escrito pela americana Kiera Cass, é o primeiro livro de uma trilogia distópica que traz um triângulo amoroso de tirar o fôlego e apesar do enredo ser clichê e presumível, a narrativa é primorosa e viciante. Com contornos de contos de fadas, o ambiente distópico dá uma nova áurea na história. Há um detalhe incrível: a autora anunciou que a CW irá produzir uma série baseada nos livros [nem preciso dizer que meu coração tá quase saltando pela boca, né?]

Illéa é governada pelo rei Clarkson e pela rainha Amberly que tem um filho que, na idade de casar, precisa escolher a noiva entre as jovens do país, uma plebeia. Segundo a tradição quando o rei e a rainha tem filhas eles escolhem um marido, mas quando se trata de um filho, deve haver uma seleção entre as jovens e são escolhidas 35 garotas que vão para o palácio e se encontram com o príncipe, todos estes detalhes são passados para a população através do jornal – no meu ponto de vista é quase um reality show.

Nesse ínterim, a população vive decrepitamente dependendo de sua casta [explicação de castas aqui], a personagem principal e narradora América Singer, chamada também por Meri, faz parte da casta cinco e vive de maneira precária com sua música. América é apaixonada por Aspen Leger, um rapaz incrivelmente bonito da casta seis. Entretanto, uma mulher casar-se ou envolver-se com alguém de casta inferior é um verdadeiro problema. A família de América, vendo uma grande oportunidade de deixarem de pertencer a casta cinco tentam fazê-la participar da Seleção. Aspen também quer que América tente, para não se sentir culpado. Ademais, pensam que ela não será escolhida. Mas é claro que ela é.

Já no castelo com as outras 34 garotas América, que sempre pensou que o príncipe Maxon era irritante, fica surpresa ao perceber que Maxon era totalmente diferente do que imaginava. Ela começa a ficar em dúvidas em relação aos seus sentimentos por Aspen, que terminou o relacionamento, e também porque Maxon é sempre maravilhoso com ela e cria laços de amizade e companheirismo. Segundo a tradição dessas 35 garotas Maxon deveria escolher dez para passarem para A Elite (que é o próximo livro). A história é linda e te prende irremediavelmente.

Apesar de ter a distopia, não senti que ela fosse o foco do livro, o foco é o romance em si. Um conto de fadas distópico, coisa que achei muito criativa, tendo em vista que ainda não tinha lido nada do gênero. Até porque quando se fala em distopias nos referimos a muitos anos após ao que conhecemos e imaginamos um mundo totalmente tecnológico e não como o que é mostrado em A Seleção, é quase como se houvesse uma regressão onde as pessoas moram em castelos, há reis, rainhas e príncipes e rebeldes. Além do mais, as armas são lanças e não aqueles arsenais nucleares ou mesmo armas de fogo.

De fato, a história é completamente previsível e deixa muitas coisinhas sem explicação e tem algumas incoerências, mas é incrível o que Kiera conseguiu fazer, porque mesmo com tanta previsibilidade ela soube criar personagens tão cativantes que é impossível não torcer para que América escolha Maxon ou Aspen.

Para quem se aventurar por A Seleção deixo o aviso: dificilmente você o soltará antes de termina-lo. Eu o li em menos de vinte e quatro horas e quando pausava a leitura eu ficava às voltas com os personagens. Também não tenho nenhuma vergonha de afirmar que passei o livro todo apaixonada pelo príncipe Maxon e com um ciúme arrebatador dele, mas juro que o Aspen me tirava o fôlego. Apesar de alguns pontos que incomodaram um pouco o livro é realmente bom e é capaz de deixar o leitor completamente apaixonado. Super indico!

Camila Márcia 

Resenha: A Seleção (A Seleção, Vol.1) - Kiera Cass

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Instagram