Resenha: "Dia de Folga - Um Conto de Natal" de John Boyne

Dia de Folga: Um Conto de Natal, John Boyne, São Paulo: Seguinte, 2013, 20 pág.
Tradução: André Czamobai
GRÁTIS: Amazon

Saudações Leitores!
Já faz algum tempo que o conto Dia de Folga foi lançado no Brasil, escrito por  John Boyne,  um dos meus escritores favoritos, que também escreveu: O Menino do Pijama Listrado, O Garoto no Convés, O Palácio de Inverno, Noah Foge de Casa, TormentoFique Onde está e Então Corra, Uma História de Solidão, O Menino no Alto da Montanha.
Estava com esse conto no meu Kindle há bastante tempo, mas nunca tinha lido, então num fim de semana vi a capa na minha biblioteca do dispositivo, abri e comecei a ler despretensiosamente. Li em 15 minutos. Não consigo entender porque quando o baixei não o li imediatamente.

Novamente, Boyne, mistura fatos históricos com ficção e vamos acompanhar Hawke, um soldado inglês da Primeira Guerra na véspera de Natal e em seu dia de folga, no entanto ele está nas trincheiras com seus companheiros de guerra e nesse dia melancólico começa a lembrar dos preparativos do Natal se não estivessem em guerra, relembra os Natais da infância. É também nesse momento que ele pensa em fugir daquele lugar terrível e se tornar um desertor. Contudo, ele começa a ver e ouvir as bombas alemãs caindo a sua volta. 
Esse conto nos mostra uma estória com espírito natalino bem diferente das que estamos acostumados a ouvir, mas que provavelmente foi similar ao natal, ou dia de folga, de muitos soldados que estavam/estão em guerra.

Dia de Folga é um conto triste, melancólico, mas intenso. John Boyne mostra que também tem domínio quando se trata de narrativas curtas, e embora não tenha disponibilizado muitas descrições, trouxe muito sentimento e soube cativar o leitor.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!