SOCIAL MEDIA

COMPRAR: Amazon

Um Homem Chamado Ove é intenso, tem um humor tragicômico, mesmo abordando temas tão pesados e extremamente pertinentes, saí do volume com uma baita reflexão.

Saudações Leitores!

Muitos anos depois desse livro ter sido publicado no Brasil e estar com o volume na minha estante pegando mofo 😅 finalmente li UM HOMEM CHAMADO OVE. O volume, para quem não sabe é do escritor/jornalista sueco, nascido em Estocolmo Fredrik Backman, mesmo autor de Minha Avó Pede Desculpas e Gente Ansiosa. O autor é bastante popular aqui no Brasil, porém este ainda é o primeiro livro que leio dele e devo dizer: que experiência maravilhosa, com certeza irei me debruçar nas páginas de outros livros do autor. Vale ressaltar, a princípio, que o livro se tornou um best-seller e ganhou até uma adaptação sueca adorável (assisti e amei).

Um Homem Chamado Ove - Fredrik Backman (resenha)

segunda-feira, 10 de julho de 2023

COMPRAR: Amazon

Estação Onze mostra o mundo apocalíptico de maneira tão real que é assustadora, pois aqui a dizimação da população ocorreu com o contágio em massa de um vírus de gripe... 

Saudações Leitores!

Eu não tinha ideia da existência de Estação Onze até me deparar com algum influenciador literário falando dele e então decidi ler (o volume furou a fila!). O livro é obra da canadense Emily St. John Mandel autora também de O Hotel de Vidro (2021) e Mar da Tranquilidade (2022).

Estação Onze se trata de uma história apocalíptica, quando um vírus de gripe se espalha pelo mundo e dizima a 99% da população em até 48 horas. Em decorrência do local onde surgiu, essa gripe é denominada Gripe da Geórgia e o contágio ocorre com a  chegada de um avião que chega à Nova York com pessoas infectadas que em pouco tempo contagiam outras pessoas e morrem, causando um verdadeiro caos.

Estação Onze - Emily St. John Mandel (resenha)

sexta-feira, 7 de julho de 2023

COMPRAR: Amazon 

Swimming Lessons é um livro de poemas fácil de se identificar, uma boa pedida para ler em doses homeopáticas

Saudações Leitores!

Swimming Lessons é o livro de estreia da atriz Lili Reinhart e trata-se de um livro de poemas que aborda sobre relacionamentos, descobertas, amor próprio, abrir e fechar ciclos, bem como depressão  e desilusão. 

Swimming Lessons - Lili Reinhart (resenha)

quarta-feira, 5 de julho de 2023

COMPRAR: Amazon

Aos Prantos no Mercado é um livro de memórias que emociona, cativa e nos faz refletir sobre como é importante valorizar as pessoas que temos a nossa volta, pois nunca sabemos quanto tempo elas permanecerão em nossas vidas.

Saudações Leitores!

Tenho procurado alguns livros de autores asiáticos para ler, quando me deparei com Aos Prantos no Mercado da vocalista da banda Japanese Breakfast, Michelle Zauner, embora ela seja asiática-americana, ou seja, descendente de asiáticos.

Aos Prantos no Mercado não é uma jornada ficcional; preciso salientar que o volume se trata de um livro de memórias da própria Michelle Zauner, de modo que, trata-se de um livro que mexe e impacta o leitor, tendo em vista que Zauner irá relatar como foi sua convivência com a mãe e sobretudo, o que originou esse livro: a perda da mãe.

Aos Prantos no Mercado - Michelle Zauner (resenha)

segunda-feira, 3 de julho de 2023

COMPRAR: Amazon

Amêndoas é um livro fofo e extremamente reflexivo, trazendo uma pauta sobre amizade, amor, respeito e inclusividade. Uma leitura gratificante!

Saudações Leitores!

Por incrível que pareça quando li o livro Amêndoas, escrito pela romancista sul coreana Won-pyung Sohn que além de escritora é roteirista e diretora de cinema, não fazia ideia de que o livro tinha sido indicado pelo grupo de k-pop BTS

Como encontrei o volume? Eu estava procurando por livros coreanos para ler e nas minhas pesquisas apareceu esse volume como uma das opções, comprei o e-book pelo meu kindle e já mergulhei no livro. Após a leitura é que vim descobrir a indicação do BTS e de muitos outros influenciadores literários (vale ressaltar que li esse livro em Abril, apesar de estar postando a review apenas agora), dito isso, vamos ao livro.

Com capítulos breves e uma narrativa fluída, Amêndoas, funciona bem, envolve e nos deixa curiosos para saber o desfecho do enredo; porém, vale frisar que a narrativa do volume é um tanto quanto direta/objetiva demais, característica essa se livros asiáticos, digo isso porque já vi muitas pessoas falando que a escrita asiática tem essa peculiaridade.

Em Amêndoas vamos acompanhar a história de Yunjae, um jovem que atualmente tem 16 anos e que nasceu com uma condição neurológica específica chamada alexitimia; uma condição que faz a pessoa não conseguir identificar e nem expressar sentimentos), desse modo, a mãe e a avó de Yunjae o ajudam com o problema criando estratégias para identificar os sentimentos e até ajudando-o a ser mais empático, ademais ajudam-no a superar o bullying e outras adversidades que surgem em decorrência dessa condição.

No entanto, um dia quando Yunjae está com a mãe e a avó, uma terrível tragédia acontece e ele é o único que consegue sobreviver, assim, a partir desse trágico evento sua vida muda drasticamente.

Yunjae terá que aprender a se virar sozinho, mesmo nas piores adversidades, pois não tem mais ninguém em sua família - não que ele conheça - já que sempre foi criado pela mãe e a avó. É perceptível durante a narrativa que o sofrimento do jovem é grande, mesmo que ele não consiga demonstrar e nem identificar que está sofrendo. 

No decorrer de Amêndoas Yunjae acaba conhecendo e entrando em contato com outras pessoas que acabam o ajudando, mas não é só isso: Yunjae também acaba ajudando essas outras pessoas mesmo sem saber que é seu jeito diferente que o torna tão especial para essas pessoas. 

O volume também traz à toma temas como bullying que é algo - aparentemente - muito recorrente na sociedade coreana e mostra Yunjae passando por várias situações assim, onde não só observando o bullying verbal e psicológico, mas o físico. É triste observar tudo isso, sobretudo por percebermos que Yunjae não identifica essa situações.

Amêndoas traz temas bem sensíveis e reflexivos, isso é fato e também apresenta uma condição neurológica que até então eu desconhecia. Contudo, mesmo percebendo o potencial do livro e tento feito uma excelente e rápida leitura, algumas coisas me deixaram confusa como o fato de Yunjae ter perdido a mãe a a avó, não ter mais ninguém para cuidar dele e ter ficado sozinho sem o Estado ter direcionado nenhum adulto para ficar como seu responsável, ou seja, o jovem ficou "jogado" à sua própria sorte, não sei se na Coreia do Sul 16 anos é ser menor de idade, inclusive pesquisei a respeito e vi  neste site que a maioridade civil na Coreia do Sul é 20 anos, não sei de posso confiar na informação, mas fiquei me perguntando como ele iria viver, como conseguiria dinheiro para remédios, pagaria água, luz, transporte, compraria comida, escola, etc...

Tudo bem, no livro aparece um "protetor" para Yunjae, além do mais vi que o jovem preferia ficar sozinho e realizar suas conquista de maneira própria, então, relevei as questões legais e analisando a obra como um todo percebo que Amêndoas não tem o objetivo de ser tão fiel em relação a esses pontos, mas seu propósito era contar uma história fofa, reflexiva, empática e inclusiva. Conseguiu.

Quero reforçar que gostei da experiência de leitura, mas não  amei e não tenho intenção alguma de reler, mas espero que se você tiver vontade de ler dê uma oportunidade ao livro. Até o próximo post.

FICHA TÉCNICA
Título Original: 아몬드 (Almonds)
Autor: Won-pyung Sohn
Tradutor: Yonghui Qio Pan
Gênero: Ficção. Romance.
Editora: Rocco
Ano: 2019-2023| 288 págs.
País de Origem: Coreia do Sul
Classificação: +14 anos
Aviso de Conteúdo: Violência. Morte. Assassinato. Crueldade Animal. Bullying. Sangue.
Minha avaliação:⭐⭐⭐⭐(4/5)

COMPRAR: Amazon

Amêndoas - Won-pyung Sohn (resenha)

sexta-feira, 30 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon

Torno Arado tem o impacto de livros clássicos, temas fortes e reflexões pertinentes. A leitura é fabulosa!

Saudações Leitores!

Um clássico contemporâneo. É assim que muitos falam sobre Torto Arado do baiano Itamar Vieira Júnior publicado em 2019 que atualmente o escritor já tem outro romance publicado: Salvar o Fogo (2023) e já escreveu contos publicados em livros.

Depois de tanto ouvir comentários positivos sobre a obra, resolvi mergulhar na leitura e venho relatar minha experiência para vocês.

Torto Arado - Itamar Vieira Júnior (resenha)

quarta-feira, 28 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon 

Tudo é Rio é um volume impactante, cruel, cru, sem papas na língua e fala essencialmente da vida nua e crua, sem romantização.

Saudações Leitores!

Depois de muito ouvir falar de Tudo é Rio escrito pela mineira ou belo-horizontina Carla Madeira, também conhecida pelos livros: A Natureza da Mordida e Véspera, finalmente me debrucei sobre esse volume tão aclamado pela crítica e, devo admitir: fiquei impressionada com a fluidez da narrativa e com a força bruta e ao mesmo tempo poética do enredo, bem como a forma que Madeira optou por contar esta história sem papas na língua.

Tudo é Rio - Carla Madeira (resenha)

segunda-feira, 26 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon

Mosquitolândia foi um experiência que não me empolgou, será que li errado?

Mosquitolândia é escrito pelo norte-americano David Arnold. este é o primeiro livro do escritor que leio, inclusive tive muita curiosidade em ler, mesmo sendo um livro de 2015, porque lembro que na época vi comentários bem positivos a respeito do volume. Agora que li só posso dizer que o a leitura foi bem frustrante e não correspondeu às minhas expectativas, embora consiga ver pontos bem positivos. A leitura não funcionou para mim.

Mosquitolândia - David Arnold (resenha)

sábado, 24 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon

Minha História para jovens leitores é uma autobiografia que mostra que nem tudo são flores e que no glamour há muitos desafios e escolhas que impactam muitas coisas. 

Saudações Leitores!

Minha experiência com biografias/autobiografias sempre foram muito boas, embora não me debruce com frequência no gênero.  Dito isso, com Minha História para jovens leitores, escrito pela norte-americana Michelle Obama, ex-primeira dama dos Estados Unidos, não foi diferente, além de fazer sua autobiografia, Michelle Obama, ainda abre seu álbum de fotografias e disponibiliza algumas delas no volume.

Minha História para jovens leitores - Michelle Obama (resenha)

quarta-feira, 21 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon

O Curioso Caso de Benjamin Button é uma novela envolvente do início ao fim, pois nos assustamos com seu início e ficamos frenéticos para saber como se dará seu desfecho

Saudações Leitores!

Já faz bastante tempo que assisti ao filme adaptado desse livro e o filme se tornou um dos meus favoritos, desde então sempre tive vontade de ler o volume mas o tempo foi passando e nunca o tinha pegado para ler até a Editora Antofágica lançar essa edição bonita, eu adquiri-la e faz a leitura.

A princípio já quero salientar que, O Curioso Caso de Benjamin Button, é uma novela escrita por F. Scott Fitzgerald, em 1922. Fitzgerald, para quem ainda não conseguiu fazer a associação (algo que aconteceu comigo) é o mesmo autor de O Grande Gatsby. Sem mais delongas, vamos ao meu veredito...

O Curioso Caso de Benjamin Button - F. Scott Fitzgerald (resenha)

segunda-feira, 19 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon

Primeiro eu tive que Morrer é melancólico, é sutil, envolvente e reflexivo.

Saudações Leitores!

Lembro que estava vendo um vídeo da Ju Cirqueira no Youtube quando ela falou que estava lendo esse livro e que a história se passava em Jericoacoara (que fica bem pertinho de onde moro, pouco mais de 60km), então fiquei com a curiosidade atiçada e comprei o e-book imediatamente para mergulhar na leitura.

Primeiro eu tive que Morrer é fruto do trabalho da escritora e jornalista cearense Lorena Portela e primeiramente  foi publicado de forma autônoma em 2020 e em 2022 foi publicado pela Editora Planeta.

Primeiro eu tive que Morrer - Lorena Portela (resenha)

sexta-feira, 16 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon

A Biblioteca da Meia-Noite fala sobre escolhas, sobre "e se..." e sobre arrependimentos, uma história cheia de reflexões

Saudações Leitores!

Depois de ter lido e ouvido vários comentários a respeito de A Biblioteca da Meia-Noite escrita pelo britânico Matt Haig, debrucei-me para conferir o exemplar e, confesso, as expectativas estavam altas. A propósito, já li e resenhei outro livro de Matt Haig chamado Um Menino Chamado Natal

Outra reflexão que devo fazer é que, eu não estava preparada para ler esse livro, pois não pensei que fosse o mesmo tema de minha leitura anterior - que já foi bem pesada -  e cheia de gatinhos como temas sensíveis sobre suicídio, morte, arrependimentos na vida. Pensei que ia ler um livro pra me emocionar de outra maneira e fiquei bem chocada pela leitura ser bem impactante.

A Biblioteca da Meia-Noite - Matt Haig (resenha)

segunda-feira, 12 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon

O Último Adeus é uma das histórias mais tristes que já li sobre o tema suicídio. Fiquei mal, mas o livro é bom.

Saudações Leitores!

Hoje venho falar minha opinião sobre um livro que há muito tempo tenho na estante, mas ainda não tinha lido (que vergonha!) que é O Último Adeus, escrito pela norte-americana Cynthia Hand, autora que ainda não conhecia a escrita apesar dela ter muitos livros publicados aqui no BR como: Minha Lady Jane, Minha Simples Jane,  entre outros.

Já quero iniciar essa review dizendo que O Último Adeus e um livro assustadoramente triste, mas ao mesmo tempo sensível e tocante. Deixo também o alerta de gatinhos sobre: suicídio, depressão, entre outros.

O Último Adeus - Cynthia Hand (resenha)

sexta-feira, 9 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon 

Anne de Avonlea se trata de um volume sobre crescimento e tomar para si algumas responsabilidades

Saudações Leitores! 

Aqui estou para dar minha opinião sobreo segundo volume da série de Anne de Green Gables, o conhecido Anne de Avonlea, escrito pela canadense  L. M. Montgomery.

Anne de Avonlea (livro 2) - L. M. Montgomery (resenha)

quarta-feira, 7 de junho de 2023

COMPRAR: Amazon

As Primeiras Quinze Vidas de Harry August é um livro que fala sobre vida e consequentemente morte, sobre viver muito e se lembrar de muita coisa, ideia essa que não é tão original e que a depender do desenvolvimento pode ou não agradar....

Saudações Leitores!

As Primeiras Quinze Vidas de Harry August é um livro que foi lançado em 2017 e lembro que na época fiquei muito curiosa para ler, porém, somente agora (2023) me debrucei sobre o e-book. O livro foi escrito pela britânica Claire North que é o pseudônimo de Catherine Webb, autora que foi finalista da Carnegie Medal e tem outros livros publicados no BR. Não conhecia a escritora e nem suas obras até então.

As Primeiras Quinze Vidas de Harry August - Claire North (resenha)

segunda-feira, 5 de junho de 2023

Instagram